•  
     

A FACE DO TERROR SOB A DITADURA DAS SEITAS



CRONOLOGIA DO HORROR
seitas.jpg

Logo abaixo uma pequena amostra do que tem acontecido nas últimas décadas entre estes movimentos e o fim macabro que tiveram.
1977 - José Maurino Carvalho e Maria Nilza Oliveira Pessoa, foram considerados os mentores do assassinato de 8 crianças em 30 de abril de 1977 na praia de Stella Maris, no caso que ficou conhecido como "Caso Matota e Marata". Eles eram líderes da "Igreja Universal Assembléia dos Santos". A seita pregava o abandono de "obrigações mundanas" como o casamento civil e o voto. O líder dizia ainda que Jesus havia ordenado as mortes.

1978 - Quem não se lembra do caso "Jim Jones" em 1978? Esse líder fanático que se intitulava "pastor" do "Templo do Povo", e possuía guarda costas chamados de "anjos" levou aproximadamente 900 pessoas ao suicídio na Guiana.

1982 (?) - Membros de uma seita satânica conhecida como "The Ripper Crew" foram acusados do desaparecimento de 18 mulheres na cidade de Chicago. Eles levavam suas vítimas, na maioria prostitutas para o apartamento de um dos membros da gangue e cortavam os seios da vítima enquanto outro lia uma passagem da Bíblia.


1985 - Na ilha de Mindanao na Filipinas, 60 integrantes da tribo Ata são encontrados mortos em conseqüência de um envenenamento ordenado pelo guru Datu Mangayanon.

1987 - Jeffrey Lundgren era um dos suspeitos por ter matado cinco membros de uma família. Eles faziam parte da "Igreja Reorganizada de Jesus Cristo dos Santos dos últimos Dias" uma dissidência mórmon. A morte ocorreu em uma das fazendas da seita.


1987 - Em Yongin, arredores da capital Seul (Coréia do Sul), 32 discípulos da sacerdotisa Park Soon-Ja foram encontrados com a garganta destroçada. Uma autópsia revelou que eles beberam um veneno muito potente.

1988 - Um seita dissidente mórmon conhecida como "Igreja do Cordeiro de Deus" chegou a assassinar 24 pessoas. Os membros que propusessem deixar a seita teriam que passar pela "expiação de sangue" um antigo ritual praticado entre os mórmons no início do movimento sem o qual não poderiam "herdar o reino de Deus na terra".

1990 - 12 membros de uma seita religiosa em Tijuana, cidade do México situada no estado da Baixa Califórnia, foram envenenadas por uma substância tóxica parecida com álcool colocada dentro de uma fruta que fazia parte da cerimônia.

1992 - O líder da seita "Templo do Amor", uma seita israelita que acreditam ser os descendentes das lendárias tribos perdidas de Israel foi acusado de mandar matar 15 pessoas em Miami. A seita pregava a supremacia negra, acreditando que as pessoas branca são a raça do Diabo.

1992 - O pai-de-santo Osvaldo Marcineiro, 43 anos, e o pintor Vicente de Paula Ferreira, 54 anos, foram condenado pelo júri popular por homicídio triplamente qualificado e por seqüestro, segundo informações da Globonews. Os dois eram acusados de ter matado o garoto Evandro Ramos Caetano, 6 anos, em um ritual de magia negra em 1992 na cidade de Guaratuba, no Paraná.

1993 - Oitenta seguidores de uma seita adventista, chamada "Ramo Daviniano", morreram carbonizados nos EUA.

1993 - Cinqüenta e três habitantes de um bairro de Ta He, 300 quilômetros a noroeste de Hanói, se suicidaram com armas de fogo para "chegar ao paraíso" prometido pelo chefe Ca Van Liem. Entre as vítimas estavam 19 crianças.

1994 - Cinqüenta e três membros da seita "Ordem do Templo Solar", cometeram igualmente suicídio coletivo.
A seita parecia praticar um tipo de culto solar. O assassinato dos membros parecia fazer parte de um ritual que levaria os membros da seita para um outro planeta-estrela chamado "Sirius.". Para apressar a viagem, várias das vítimas, incluindo algumas crianças, foram mortas com disparos na cabeça, asfixiadas com bolsas plásticas pretas e/ou envenenadas. Dois membros da seita antes de morrer deixou escrito que eles estavam "deixando esta terra para encontrar uma nova dimensão de verdade e absolvição, longe da hipocrisia deste mundo".

1994 - Ruanda. Um tribunal da ONU sentenciou um pastor ruandês e seu filho médico por genocídio, por eles terem chamado gangues de hutus para assassinar várias pessoas da minoria tutsi que pediram abrigo em uma igreja durante a carnificina de 1994, em Ruanda.
Elizaphan Ntakirutimana, com 78 anos, e Gerald Ntakirutimana, 45, foram sentenciados por genocídio, cumplicidade em genocídio e crimes contra a humanidade por sua participação nos assassinatos de tutsis na igreja Adventista do Sétimo Dia em Kibuye, Ruanda, em 16 de abril de 1994.
O julgamento foi realizado no Tribunal Criminal Internacional da ONU para Ruanda, que vem analisando casos envolvendo os principais suspeitos no genocídio. Elizaphan, o pastor da igreja de Kibuye, foi sentenciado a 10 anos de prisão. Gerald, que trabalhou em um hospital associado à igreja, foi sentenciado a 25 anos.


1995 - A seita japonesa "Ensino da Verdade Suprema" provocou um atentado com gás tóxico no metro de Tóquio, matando dez pessoas e ferindo cerca de cinco mil. Shoko Asahara o líder da seita, justifica os assassinatos baseado numa crença religiosa budista sobre reencarnação. Ele acredita que desta maneira estaria salvando as lamas daquelas pessoas do Juízo final.

1995 - Um grupo identificado como "homens crocodilos do Congo" foram acusados de matar 33 pessoas em seus rituais. Eles faziam parte de um tipo de bruxos que alegavam ter o poder de se transformar em crocodilos. Um suspeito, um chefe da aldeia de Buma na província de Bandundu, a 330 milhas da capital de Kinshasa, confessou ter matado e comido cinco pessoas.

1996 - Em Sierra Leone o culto dos Jombola um grupo nacionalista com 300 filiados que luta contra os Kamajors foram acusados de assassinar pelo menos 30 pessoas. Semelhantemente eles alegam possuir forças sobrenaturais de se transformarem em morcegos, cães e outras criaturas.

1996 - Os membros de uma seita denominada de "Clan do Vampiro" foram acusados de matar duas pessoas. O líder da seita havia confessado a um amigo que precisava matar pessoas para possuir suas almas e assim abrir os portões do infeno. Os membros do grupo acreditava que eram vampiros e nos rituais cortavam-se mutuamente para chupar o sangue.

1997 - A seita americana "Porta do Céu" cometeu suicídio coletivo, o saldo de mortos chegou a trinta e nove pessoas. Homens de 26 a 72 anos de classe média e alta vestiam tênis Nike e calças pretas ingeriram uma espécie de veneno esperando irem embora da terra na cauda do cometa Halley.

1997 - Uma seita satânica na Sibéria Ocidental na cidade de Tyumen levou ao suicídio cinco jovens. Todos eles foram encontrados pendurados. O tipo de morte parece revelar o envolvimento dos jovens em um dos sete-estágios da cerimônia de iniciação cabalística que culminava em asfixia.

1998 - No dia 05/10/1998, seis membros da seita conhecida como Igreja Youngsang (" Vida Eterna") uma das muitas seitas apocalípticas da Coréia do Sul e seu líder, Jong-min, 57, foram encontrados queimados mortos em uma mini-van em um ritual religiosos. A Polícia coreana disse que o líder deixou sua casa em Seoul em Julho com seis seguidores, dizendo que eles estavam embarcando em uma viagem eterna.

1998 - Em 27 de Dezembro de 1998 o pastor da seita "Igreja Pentecostal Unida do Brasil", no Acre, foi preso. Ele era acusado de incentivar os pais a matar seus filhos. As pessoas eram mortas sempre a pauladas e depois tinham os corpos carbonizados, inclusive 3 crianças num total de 6 vítimas. A seita tinha cerca de 100 adeptos. O pastor alegava ter recebido mensagem de Jesus para consumar a execução. (O Estado de São Paulo 26/11/1998)

2000 - Cerca de oitocentas pessoas que estavam envolvidas com a seita "Movimento Pela Restauração dos Dez Mandamentos" morreram carbonizadas na sede da seita em Uganda na África. Antes de cometerem o suicídio o líder da seita os incentivou a abandonar os seus bens, pois iriam se encontrar com a virgem Maria. Pelo jeito o único mandamento que a seita não quis restaurar foi o "Não Matarás".

2001 - A polícia Hondurenha suspeitava de um grupo religioso chamado "maras". Eles foram acusados de sacrificaram crianças em rituais satânicos. Um menino decapitado em Tegucigalpa foi encontrado sem sangue e com símbolos e marcas escritas em seu corpo iguais às encontradas em gatos e galinhas em rituais satânicos.

2003 - Foi presa pela polícia a vidente Valentina de Andrade, mentora de uma seita ufológica conhecida como Delineamento Universal Superior. Ela e mais cinco membros foram acusados de seqüestrar, torturar, castrar e matar cinco crianças em Altamira, no Pará, entre 1989 e 1993 em rituais de magia negra. Valentina e o marido que é argentino, dizia ouvir vozes de Ets que profetizavam o fim do mundo dizendo que só os adeptos da seita se salvariam, resgatados por naves espaciais.


fonte: http://www.cacp.org.br/estudos/artigo.a ... &submenu=4
Página inicial