•  
     

Xuxa e os duendes

Autor : Prof. João Flávio Martinez Publicado em : Domingo, 09/09/2007

Ela esta de volta com mais uma saga cheia de mistérios e vilões que enaltecem sua própria pessoa. É claro, estamos falando de Xuxa e seu novo file – Xuxa e os Duendes. Nessa minuta sobre o referido filme, reservo-me em observar a questão “espiritual” do assunto. Acredito que críticas na área cinematográfica e artística é para críticos mais especializados, embora eles sempre dizem algo como: “Duendes, como Pop Star, ganhou apelo extra com a participação de figuras consagradas da tevê. De Gugu a Luciana Gimenez, há na produção um verdadeiro dream team do apelo popular. Como Kira, Xuxa não está muito diferente do papel que faz desde Super Xuxa Contra o Baixo Astral (1988). Agora, além de amiga das crianças e protetora da natureza, é também defensora dos duendes. Apesar dos tropeços, o filme mantém uma frágil linha narrativa, pré-requisito ausente em Xuxa Requebra e Xuxa Popstar... Efeitos especiais complementam o clima de fantasia, numa produção que custou ao todo R$ 4,5 milhões, com o aval do Ministério da Cultura”. Enfim, essa é a crítica cotidiana que Xuxa recebe de seus filmes! Nossas atenções devem se voltar para o lado principal enfocado no filme, o esoterismo. Fantasias e contos para crianças são uma coisa, mas quando uma referência artística do nível de Xuxa afirma: “É necessário ter permissão para falar de duendes. É preciso acreditar. Por isso, eu perguntei à Marlene se ela acredita. Não para dizer ´Oba! Você é da minha turma´ , mas para ter a certeza de que tudo vai dar certo, senão, a luz não funciona, o som não funciona, nada funciona... Fiz um especial de fim de ano que mostrava os anões do Papai Noel e nada funcionou. Tudo dava errado. Tive de pedir permissão a eles para continuar...”. Ela está afirmando categoricamente que crê nessas lendas, vejam que o texto extraído acima é de uma entrevista dada a um jornal sério e não uma estória contada para que crianças acreditem – A QUESTÃO É QUE XUXA BOTA FÉ MESMO NISSO! Ela chega a admitir: “... No meu quarto vi a cabeça do duende olhando e rindo pra mim..Minha admiração pelos duendes não é mais uma lenda, mas se tornou agora para mim uma crença.”. Se isso é magia e contos pra crianças, significa que Xuxa é o que? Adultos que acreditam em coisas de guri precisam é de um analista! Mas quem são esses duendes que Xuxa tanto venera? Teriam eles algo realmente de divino? Seriam realmente especiais?

Os Duendes


.“Presente em várias mitologias e crenças populares, os duendes evocam um mundo de florestas e riachos sombrios, dominados por misteriosas forças naturais. Duende é uma criatura fantástica descrita como miniatura de gente ou anão, em geral dotada de grande inteligência e com poderes mágicos, entre os quais a capacidade de tornar-se invisível. Corresponde ao elfo e outros seres da mitologia nórdica. Na tradição germânica, predominam as versões segundo as quais os duendes usam seus poderes com intenção maligna e podem suscitar enfermidades, pesadelos ou desgraças. Também conhecidos em português como gnomos, são apresentados como habitantes de cavernas subterrâneas e que têm deformidades físicas. Em muitas das histórias de duendes, este rouba crianças para substituí-las por seus filhos, deficientes e corcundas. As características negativas, no entanto, nem sempre estão presentes: há também os duendes bondosos, travessos e inspiradores de boas ações. Em outros casos, confundem-se com espíritos do além, que causam transtornos domésticos, mudam objetos e móveis de lugar e perturbam o dia-a-dia das pessoas”. (Definição extraída da Barsa).

A Barsa define que “os duendes evocam um mundo de florestas e riachos sombrios” – A Bíblia diz: “pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniqüidade nas regiões celestes” (Ef.6:12); “os duendes usam seus poderes com intenção maligna e podem suscitar enfermidades, pesadelos ou desgraças” – “Naquela mesma hora, (Jesus) curou a muitos de doenças, de moléstias e de espíritos malignos” (Lc. 7:21 – parênteses nosso); “Em muitas das histórias de duendes, estes roubam crianças...”; - “O ladrão (diabo) não vem senão para roubar, matar e destruir” (Jo.10:10 – parênteses nosso); “os duendes são espíritos do além” – “Pois são espíritos de demônios, que operam sinais; os quais vão ao encontro dos reis de todo o mundo...” (Ap.16:14). Firmados na Palavra de Deus, podemos assegurar que os duendes são espíritos de demônios!

Acreditar em duendes e invocá-los é uma prática espúria e desagrada profundamente o nosso Deus! Todas etimologias dessas criaturinhas estão envolvidas com as trevas. Devemos proteger nossos filhos e não deixar que ao crescer se tornem pessoas que venham a ter sensibilidade ao esoterismo/espírita e aos demônios. Precisamos acordar para essas questões de nível espiritual. Criança é fidedigna no que aprende e seu caráter no futuro será moldado pelos paradigmas que a ela são apresentados hoje! Precisamos ensina-las no caminho do Senhor: “Instrui o menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele” (Pv. 22:6). O futuro do cristianismo está em nossos filhos! Oremos pelas nossas crianças, oremos também pela vida de Xuxa! Enfim – OREMOS!



fonte: http://www.cacp.org.br/estudos/artigo.a ... &submenu=4