•  
     

Venezuela expulsa embaixador de Israel do país

Governo de Hugo Chávez acusa Israel de praticar 'terrorismo de Estado'.


O governo venezuelano anunciou nesta terça-feira a expulsão do embaixador de Israel e de parte dos funcionários da embaixada israelense no país em um sinal de protesto contra a ofensiva em Gaza.



"O governo da República Bolivariana da Venezuela decidiu expulsar o embaixador de Israel e parte do pessoal da embaixada de Israel na Venezuela, reafirmando sua vocação para a paz e a exigência de respeito ao direito internacional", diz uma nota divulgada pelo Ministério de Relações Exteriores do país.



No documento, a Venezuela ainda acusa Israel de praticar "terrorismo de Estado" e de violar o direito internacional com a ofensiva em Gaza.



O governo do presidente Hugo Chávez ainda manifesta, por meio do comunicado, solidariedade ao "heróico" povo palestino e às famílias daqueles que foram mortos durante a ofensiva.



"O governo venezuelano não descansará até ver os responsáveis por estes crimes atrozes severamente castigados".



A Venezuela ainda pede que o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) aplique "medidas urgentes e necesárias para deter a invasão do Estado Israel contra o território palestino".



O comunicado também pede que os judeus do mundo se oponham às "políticas criminosas" de Israel.



"O presidente Hugo Chávez,(...) que sempre se opôs ao anti-semitismo e a qualquer forma de racismo e discriminação, faz um chamado fraterno ao povo judeu em todo o mundo para que se oponha às políticas criminosas do Estado de Israel, que lembram as piores páginas da história do século 20. Com o genocídio do povo palestino, o Estado de Israel nunca poderá oferecer ao seu povo a perspectiva de uma paz necessária e duradoura", diz o documento.

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,M ... +PAIS.html