•  
     

Veja detalhes do réveillon na Paulista

Nos primeiros minutos de quinta-feira (1º), a Avenida Paulista será iluminada por 6 mil bombas coloridas. A queima de fogos, que deve durar 15 minutos, será o ponto alto da tradicional festa da virada do ano, que começa às 20h de quarta-feira (31).

Neste ano, a festa contará com shows do cantor Daniel, da escola de samba Vai Vai e das bandas Babado Novo, KLB e Skank. O palco das apresentações, de 800 metros quadrados, está instalado entre a Rua Frei Caneca e a Alameda Ministro Rocha Azevedo.

Para atender os que não conseguirem ficar perto do palco, a organização do evento colocará, ao longo de dois quilômetros da avenida, 12 telões e caixas de som que transmitirão os shows.

Até as 2h30 do dia 1º - horário previsto para o término da festa -, o público, que deverá ultrapassar 2 milhões de pessoas, será assistido por 2.500 policiais militares, guardas-civis e seguranças.

A Polícia Militar também fará bloqueios nas ruas que dão acesso ao show. Vale ressaltar que não será permitida a entrada de pessoas portando objetos pontiagudos e cortantes, além de garrafas, canivetes e fogos de artifício.

Para limpar a sujeira na via, problema comum em eventos de grande porte como esse, 200 garis passarão pela avenida, com vassouras ou a bordo de caminhões-pipa.

mapa-av.paulista.jpg
Mapa indica onde fica o palco na Avenida Paulista


Serviços

Quem tiver fome e/ou sede durante a festa pode procurar um dos 60 pontos de venda autorizados na avenida. Ambulantes não poderão vender nenhum tipo de produto durante o réveillon, segundo a organização do evento.

Se alguma pessoa passar mal ou se machucar, ela pode procurar um dos dez ambulatórios na via. Caso seja necessário, dez ambulâncias estarão a postos, com médicos, enfermeiros e Unidade de Terapia Intensiva (UTI) móvel.

Como ninguém é de ferro, 300 banheiros químicos serão colocados ao longo da Paulista.

Transporte

Metrô e ônibus são melhores opções para chegar até a avenida no Ano Novo. Trens das linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha do Metrô irão operar ininterruptamente durante a madrugada do dia 1º. As estações dessas linhas ficarão abertas para embarque e desembarque até as 2h. Após esse horário, as estações Paraíso e Clínicas ficarão abertas para embarque, enquanto as demais continuarão funcionando para desembarque. A Estação Trianon será fechada às 19h do dia 31 e reaberta às 4h40 do dia 1º.

Quem utilizar ônibus para ir à Paulista deverá prestar atenção nos itinerários dos veículos. A SPTrans informou que irá alterar o trajeto de 50 linhas, das 20h do dia 31 até as 6h do dia 1º. Informações sobre as linhas e itinerários podem ser obtidas no site da SPTrans http://www.sptrans.com.br ou pelo telefone 156.

Honra


Artistas que participarão do show da virada afirmaram ao G1 que se sentem honrados em participar da festa. O tecladista Henrique Portugal, do Skank, ressalta a boa estrutura dispensada ao evento.

“São Paulo está fazendo uma festa condizente com a imponência da cidade. A boa estrutura tira o preconceito de que festa de rua é desorganizada”, comenta.

Ele afirma ainda que sua banda nunca tocou para um público tão enorme. “E olha que já tocamos para milhares de pessoas no Vale do Anhangabaú [na região central de São Paulo]”, lembra.

O cantor Igor, vocalista do Babado Novo, disse estar muito contente em participar da festa. “Entraremos com gás total e levaremos muito axé para levantar a Paulista”, contou.

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0 ... LISTA.html
Anexos
festa-paulista.jpg
Palco da virada está pronto; queima de fogos e shows serão vistos por mais de 2 milhões de pessoas.