•  
     

Terremotos

Na Antiguidade, eles eram considerados castigos divinos, e ainda hoje muita gente os vê como caprichos do planeta. No entanto, os terremotos constituem um fenômeno absolutamente natural e frequente. Enquanto você lê este texto, provavelmente vários deles estão ocorrendo em diferentes lugares do planeta. São 150 por hora, 3.600 por dia e 1.300.000 por ano.

Mas o que é exatamente um terremoto? Em poucas palavras, trata-se de um movimento brusco da Terra que libera certa energia acumulada.

Tendemos a pensar que nosso planeta é uma como uma esfera compacta e uniforme. Na verdade, a crosta terrestre é formada por várias camadas sobrepostas, denominadas placas tectônicas. A espessura de cada uma é de cerca de 70 quilômetros.

Estas camadas vão se “acomodando” ao longo de um processo que dura milhões de anos.

Seus movimentos lentos, imperceptíveis ao homem, nunca param. As placas, que flutuam como icebergs sobre um mar de magma, estão constantemente deslizando e colidindo umas contra as outras. Quando elas “travam”, geram uma tensão que vai acumulando energia. A liberação abrupta desta energia no momento em que a placa atinge seu limite de resistência produz o que chamamos de terremoto.

Imagem
 
=(