•  
     

sXe Injected Client..

Imagem
Quem joga Counter-Strike sabe a raiva que dá saber que um ________ está matando todo mundo através de algumas habilidades, digamos, sobrenaturais, como ver pelas paredes, não errar nenhum tiro, saber onde estão todos os inimigos, etc. Os programas de trapaça para o CS se proliferaram rapidamente, logo, os desenvolvedores agiram e lançaram os anti-cheats. Alguns servidores até obrigam todos os jogadores a usar um sistema anti-trapaça.

O sXe Injected é um desses sistemas, do tipo cliente/servidor, que impede o uso de qualquer programa de trapaça para o jogo. Este software foi desenvolvido para trabalhar com os engines do Half-Life 1 (CS 1.5 e 1.6, Day Day of Defeat, Natural Selection, Team Fortress Classic, etc). Ele bloqueia maracutaias como wallhack (ver pelas paredes), speedhack (altíssima velocidade), aimbots (mira sempre fixa na cabeça) e ausência de ricochete, além de scripts e outros.

Os administradores do servidor podem definir se o uso dele é obrigatório, opcional ou desativado. Também é possível definir as tags para identificar quais usuários têm o anti-trapaça ativo e quais não.

A importância de usar o sXe

Outros sistemas anti-trapaça, como o Cheating Death, foram burlados com relativa facilidade, e ficou complicado acompanhar as fraudes. O sXE Injected tem um sistema de atualização mais confiável, além da participação mais ativa dos usuários, que podem informar os desenvolvedores de novas técnicas de cheat. Não é à toa que ele é o mais utilizado atualmente.

O sXe Injected não pode ser usado juntamente com outros anti-cheats, como VAC e VAC2. O programa não tem spam, não deixa sua conexão mais lenta e não requer configuração de firewall, router, etc.
 
Copia
 
Não Gostou?
 
fassa topicos que nao seja copias!