•  
     

Smartphones da Samsung, LG e Sony Ericsson

Continuando a série sobre smartphones, temos os aparelhos da Samsung, da LG e da Sony Ericsson, três empresas que produzem um grande volume de celulares simples e feature phones e que agora lutam para conquistar seu espaço também no ramo de smartphones. Conheça os modelos.

Continuando a série sobre smartphones, temos os aparelhos da Samsung, da LG e da Sony Ericsson, três empresas que produzem um grande volume de celulares simples e feature phones e que agora lutam para conquistar seu espaço também no ramo de smartphones.

Além de produzir alguns modelos com o Windows Mobile, a Samsung produz também uma linha de aparelhos baseados no S60. Eles são similares em recursos aos modelos oferecidos pela Nokia, mas perdem no volume de softwares incluídos, já que ela não inclui muitos dos softwares desenvolvidos pela Nokia, como o Nokia Maps (a Samsung usa o Route 66), o SportsTracker e o Mail for Exchange.

Muitos softwares populares, distribuídos através do http://betalabs.nokia.com/ ou do site da Nokia são licenciados apenas para os aparelhos da própria Nokia e por isso não podem ser instalados (pelo menos não sem recorrer a cracks e tweaks) nos aparelhos da Samsung, o que deixa a empresa em desvantagem.

Isso faz com que, embora sejam baseados no mesmo sistema, os modelos com o S60 da Nokia e da Samsung sejam bastante diferentes com relação aos softwares pré-instalados. Esta é uma questão que deve ser levada em conta na hora da escolha, já que os grandes diferenciais dos smartphones são justamente os softwares.

Isso, entretanto, pode vir a mudar ao longo de 2009, já que a Nokia anunciou recentemente a abertura da suíte Ovi (que inclui o Nokia Maps, o Share on Ovi e diversos outros aplicativos) para outros fabricantes interessados. Eles provavelmente nunca virão pré-instalados nos aparelhos da Samsung (seria como se a Microsoft colocasse o Firefox no Windows Vista), mas pelo menos você poderá instalá-los posteriormente, baixando os pacotes no site da Nokia.

Com o objetivo de se diferenciar, a Samsung passou a se especializar em aparelhos com câmeras de qualidade superior. Dois exemplos são o G810, que utiliza um formato muito similar ao do Nokia N95, mas que se diferencia por oferecer uma câmera de 5.0 MP com zoom óptico de 3x e flash de xenônio; e o i8510 (INNOV8), que foi o primeiro smartphone a ser equipado com uma câmera de 8 MP:


img-83f543d9.jpeg


Ele é um aparelho baseado no S60 3ed. FP2, que oferece o conjunto básico de recursos esperado em um modelo desse porte, incluindo GPS, acelerômetro, suporte a 3G (e HSDPA) e um bom desempenho em multimídia. Uma característica que chama a atenção, entretanto, são os 16 GB de memória interna, que podem ser complementados por um cartão microSD de mais 32 GB. O único grande problema é mesmo o preço.

Entre os aparelhos baseados no Windows Mobile, o mais antigo é o SGH-i321n, um modelo com teclado QWERTY, baseado no Windows Mobile 5 Smartphone (sem touchscreen) e otimizado para a troca de mensagens, similar ao Motorola Q e o HTC S621:


img-45448a65.jpeg


As especificações não são muito diferentes das dos concorrentes, com uma tela QVGA, 64 MB de memória RAM (e 160 MB de Flash), câmera de 1.3 MP, sem suporte a 3G e (diferente do S621) sem Wi-Fi. Os dois diferenciais são o fato de ele ser um pouco mais leve, com apenas 95 gramas, e utilizar um dos processadores mais rápidos usados até então, um Intel PXA272 de 416 MHz.

Como pode imaginar, o processador foi uma tentativa de vencer a lentidão do Windows Mobile com base na força bruta, mas o resultado acabou não sendo tão bom quanto pode parecer à primeira vista. As respostas do sistema ao navegar em menus e realizar tarefas básicas melhoraram, mas ele continua engasgando ao executar tarefas mais pesadas.

Apesar de ser leve e relativamente barato, o SGH-i321n não chegou a fazer muito sucesso no Brasil, pois foi comercializado brevemente apenas pela Tim e pela Claro. Por ser um modelo tri-band GSM (900, 1800 e 1900 MHz) ele não funciona na rede GSM da Vivo.

Ele foi sucedido pelo Samsung SGH-i617 (BlackJack II), baseado no Windows Mobile 6 Standard. Além de adotar o uso de um transmissor quad-band GSM, ele ganhou também suporte a 3G e um receptor GPS, resolvendo os principais problemas do antecessor. Ele possui ainda 128 MB de RAM e 256 MB de Flash, câmera de 2.0 MP e uma tela (QVGA) ligeiramente maior, de 2.4". Apesar das mudanças, o formato e a espessura continuaram basicamente os mesmos, e o peso aumentou apenas ligeiramente, chegando aos 100 gramas:


img-a638292d.jpeg


Os pontos negativos são a falta do Wi-Fi e o uso de um processador TI OMAP 2420 de 260 MHz, um chip consideravelmente mais lento que o do modelo anterior. O principal motivo para o downgrade foi a inclusão do controlador adicional responsável pelo 3G, que aumentou o consumo elétrico.

Outra observação é que no modelo vendido no Brasil, é usada uma versão demo do Garmin Mobile XT (o upgrade para a versão completa custa US$ 99). Isso faz com que muitos usuários optem por usar o Google Maps (que não tem funções de navegação por voz) ou mesmo versões pirateadas do próprio Garmin.

Outro modelo bem conhecido é o Omnia I900, que é mais um exemplar baseado no Windows Mobile, dessa vez com touchscreen. Ele é um aparelho bastante compacto (112 x 56.9 x 12.5 mm, 122 gramas), que usa uma tela de 3.2" WQVGA (uma variação wide do tradicional QVGA) com resolução de 400x240, um aumento que acaba sendo bastante positivo ao assistir vídeos e ao navegar usando o aparelho em modo landscape:


img-bb869d3c.jpeg


Ele é baseado no Marvel PXA312 de 624 MHz (que apresenta um desempenho em decodificação de vídeo muito superior ao do Qualcomm MSM7201A, mas não tanto em outras tarefas), com 128 MB de RAM e 256 MB de Flash, complementados por uma unidade de armazenamento de 8 ou 16 GB e o slot para cartões microSD. Ele possui também suporte a 3G (HSDPA, de 7.2 megabits), Wi-Fi, GPS (na versão européia é usado o Route 66 como software de navegação, mas na versão nacional é usado o Google Maps), saída de vídeo, acelerômetro e câmera de 5.0 MP, com um LED flash relativamente poderoso.

Assim como no caso do HTC Touch HD, o layout da tela não deixou espaço suficiente para o direcional. Entretanto, em vez de simplesmente retirá-lo, como no caso da HTC, a Samsung chegou a um meio-termo, incluindo um mini touch-pad, que pode ser configurado para funcionar como um direcional (permitindo selecionar os itens da tela) ou como um mouse virtual, controlando um cursor que se move livremente. Esse design possibilita também o uso com apenas uma mão, embora seja preciso um pouco de prática.

Devido ao formato alongado, a tela é na verdade menor do que você poderia imaginar pelas 3.2 polegadas das especificações. A grosso modo, se você pegasse uma tela QVGA de 2.6" (como a do Nokia N95 original) e adicionasse uma coluna de 80 pixels adicionais, sem mexer no tamanho do restante, teria uma tela aproximadamente do mesmo tamanho da do Omnia.

Assim como em outros modelos, a interface é otimizada para o uso com os dedos, mas muitos dos botões e diálogos do Windows Mobile, sem falar no teclado onscreen, tornam necessário o uso da stylus. Uma característica controversa é que ela (stylus) não é interna, mas sim presa ao aparelho através de um strap.

Mais um modelo, similar na aparência mas completamente diferente no conteúdo, é o Samsung Instinct. Ele é um aparelho de baixo custo, relativamente compacto, que utiliza uma tela touchscreen de 240x432 e uma interface fortemente baseada na do iPhone:


img-194559fe.jpeg


As especificações de hardware são modestas, com apenas 32 MB de memória livre, um processador mediano e uma câmera de 2.0 MP com foco fixo. Em compensação, ele usa uma interface bem acabada, com um bom suporte a arquivos de mídia e um bom conjunto de aplicativos de gerenciamento pessoal.

Entretanto, apesar das aparências, ele não é exatamente um smartphone, mas sim mais um "super feature phone", que roda um sistema proprietário (desenvolvido internamente pela Samsung), que não suporta a instalação de aplicativos nativos, limitando-se aos aplicativos em Java.


http://www.guiadohardware.net