•  
     

Shaun White Snowboarding

Há muito tempo que não me divertia tanto com um jogo de esqui. Aliás, seriam precisos recuar 18 anos e voltar a encarar as descidas traiçoeiras e os truques em half-pipe que Ski or Die oferecia entre outras actividades. Talvez não seja um grande fã dos desportos de inverno, mas Shawn White Snowboarding: Road Trip trouxe-me à memórias tardes bem passadas com os amigos de infância.

A premissa é muito simples. Em vários palcos montanhosos, a nossa equipa de snowboarders terá de ultrapassar uma série de desafios até desbloquear o próximo evento, sempre em perseguição do lendário Shaun White. Duelos de velocidade ou estilo, misturam-se com provas a solo sempre com um olho no relógio e outro na pontuação. Cada personagem tem um conjunto de características que a tornam mais apta para esta ou aquela prova, fazendo sempre um duo entre quem esquia e quem filma. Isto porque não é só a técnica que conta, o arrojo e os truques também têm um papel muito importante.

Road Trip é um título que soube aproveitar em pleno as capacidades da Wii. Primeiro porque é bastante fácil entrar no esquema de controlo. Tanto no Wiimote como na Balance Board, tudo é orgânico e intuitivo. Os movimentos mais simples executam-se de igual simplicidade, deixando a nosso cargo adquirir a experiência para arriscarmos os mais complicados. Se jogar simplesmente com o Wiimote é tão divertido como qualquer uma das modalidades encontradas em Wii Sports, quando metemos a Balance Board ao barulho o nível de imersão e divertimento sobe em flecha. Controlando a direcção com os pés, os truques com as mãos (wiimote) e simulando o gesto de saltar flectindo os joelhos, tomamos de assalto qualquer descida, qualquer grind, com a destreza de um mestre. A precisão não é a mesma, dificultando algumas provas mais avançadas, mas sempre que o jogo assim permite, se tiverem uma Balance Board não a deixem a ganhar pó.

Shaun White Snowboarding.jpg


As habilidades à nossa disposição dispõem-se num leque variado em estilo e em dificuldade. Cada prova tem um objectivo normal e um mais difícil, mantendo as coisas acessíveis aos novatos mas sem esquecer os veteranos. Encadear movimentos especiais e deslizar a toda a brida torna-se tão natural como bater uma bola em Wii Sports. A única dificuldade será mesmo contrariar o ímpeto de agarrar a Balance Board e fazer uns spins à séria.

Uma nota ainda para as opções multijogador, que além de duelos na neve permitem ultrapassar toda a aventura cooperativamente. O único senão é que não podem alternar entre jogarem sozinhos ou acompanhados. Ou a acabam a solo ou a acabam com um amigo.

Outro dos aspectos muito positivos de Shaun White Snowboarding: Road Trip é a sua apresentação. Com uma banda sonora que foi buscar melodias de Audioslave e Run DMC entre outros, todas as peças se encaixam num ambiente de fazer bater o dente com frio e cerrar os punhos com adrenalina. Efeitos visuais transmitem uma excelente sensação de velocidade e pequenos detalhes como os bocados de neve que ficam colados à câmara sempre que há um trambolhão ajudam a manter-nos imersos no branco gelado.

Shaun White Snowboarding: Road Trip é capaz de apelar a miúdos e a graúdos, sendo uma excelente opção para jogar em família. O uso da Balance Board acaba por ser um brinde, pois o jogo estaria igualmente bom sem essa funcionalidade. Com um grafismo competente e uma jogabilidade que faz aguçar o apetite por mais, seja a solo ou fazendo uso do multijogador, este é mais um dos bons jogos para a Wii feitos por third-parties. Pena ainda serem tão poucos.

Shaun White Snowboarding.jpg
 
Shaun White Snowboarding.jpg


Shaun White Snowboarding.jpg
 
Shaun White Snowboarding.jpg


Shaun White Snowboarding.jpg