•  
     

Seu cão tem medo de barulhos altos? Veja a explicação por qu

No último episódio do quadro Dr. Pet, você pode conhecer o caso da Pitty, uma pit bull medrosa. Mas a Pitty não tinha medo de qualquer coisa não… Ela só entrava em pânico quando ouvia barulhos de tiros e fogos de artifício! E você saiba que este problema é mais comum do que se pode imaginar?

Dias de jogos de futebol são sinônimo de rojões. E estamos tão entretidos com aquela final de campeonato, que mal percebemos que para o nosso cachorro isso pode ser um verdadeiro pesadelo.

Vocês não estão ouvindo???

É muito comum encontrarmos cães que têm um medo excessivo de barulhos altos. Instintivamente, os cachorros tendem a considerar como um sinal de perigo qualquer ruído mais ‘estrondoso’ e ‘fora do comum’. Os fogos de artifício, por exemplo, não machucam o ouvido do cão, mas lhe dão uma sensação de como se uma ‘guerra’ estivesse acontecendo, e ele precisa se esconder para se proteger desse ‘bombardeio’.

O pavor de alguns cães é tão grande, que pode provocar tremedeiras, problemas no coração e alterações de comportamento. Alguns quando são filhotes, podem carregar até um trauma pro resto da vida.

Socorro!

O pânico causado pelo barulho muda radicalmente o comportamento de certos cachorros: uns tentam fugir, outros ficam muito agressivos… Existem até cães que são capazes de pular contra uma janela de vidro, como foi o caso da Pitty. Isso explica também porque muitos cães têm medo de trovões.

Devido a uma pré-disposição genética do animal, sons como estes, mais altos, tendem a deixar o cachorro em alerta, pois ele não entende o que está acontecendo. E, o desespero causado pelo barulho pode vir a desencadear reações mais exageradas como estas, que chegam até mesmo colocar em risco a segurança do cão.

No próximo artigo você conhecerá algumas dicas que poderão ser muito úteis na hora de resolver, ou ao menos amenizar este problema.


Fonte: http://colunistas.ig.com.br/bichoamigo/