•  
     

será que a brevidade da vida nos diz algo...

20060128-cemiterio_02.jpg
20060128-cemiterio_02.jpg (56.56 KiB) Visto 365 vezes

sempre que uma vida próxima de nós expira,nos interrogamos a cerca do mundo, o seu conjunto de seres e suas múltiplas sensações. não raro, esse sentimento se prolonga por toda uma vida, em casos em que perdemos pessoas muito íntimas.
E se tentamos futilmente suprir o vazio em visitas rotineiras ao cemitério,um crânio nos diz muito a cerca de nada, e os muitos sepulcros com as fotos de seus respectivos residentes, suscitam um sentimento honesto de aproveitar a vida.