•  
     

São Paulo é a maior cidade da América do Sul

São Paulo chega aos 450 anos como a maior cidade do país e da América do Sul e a quarta maior de todo o mundo, com 1.525 quilômetros quadrados e quase 10,5 milhões de habitantes, segundo o censo realizado em 2000 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Isto é: apenas a capital, sem somar a população da Grande São Paulo, abriga mais de 5% do povo brasileiro.

Em 2000, eram quase três milhões de lares e quatro mil escolas de nível fundamental e médio. São Paulo tem mais de 7,1 milhões de eleitores: mais do que o total de habitantes do Rio de Janeiro (5,8 milhões), a segunda maior cidade do país. A capital fluminense tem pouco mais de 4,2 milhões de eleitores (números das últimas eleições municipais).

Trabalho
Em 1998, de acordo com dados colhidos pelo IBGE, 233.868 bebês vivos nasceram, 73.420 pessoas morreram, houve 46.290 casamentos, 8.524 divórcios e 6.466 separações judiciais. Naquele mesmo ano, havia quase 400 mil empresas atuantes na capital paulista - em 1969 eram 14 mil -, ocupando mais de 3,5 milhões de pessoas - em 1969 eram 477 mil.

Os trabalhadores de São Paulo recebiam por mês (salários ou outras remunerações) em 1998 um total de R$ 40 bilhões (R$ 40.556.020.035), mais do dobro dos R$ 18 bilhões daqueles que trabalham no Rio de Janeiro.

Veículos
Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), de cada quatro veículos que circulavam em 1997 no Brasil, um estava na capital paulista, o que explica o trânsito caótico da cidade - além da ineficiência do transporte público. A cidade tem uma frota de cerca de cinco milhões de carros (licenciados) e uma circulação diária de aproximadamente três milhões de veículos.

A malha viária total da cidade é de cerca de 14 mil quilômetros (dá para ir de Porto Alegre a Natal 3,5 vezes), e os motoristas paulistanos podem atravessar mais de 55 mil cruzamentos. Em 2000, segundo o Detran, 5.155 pessoas morreram em acidentes de trânsito na cidade.

Diversão
De acordo com o Anhembi, a "Cidade da Garoa" tem mais de 50 shopping centers e 30 ruas de comércio especializado. Hoje, São Paulo responde por 20% das vendas de varejo e por 9,2% dos pontos de vendas de todo o Brasil.

São 265 salas de cinema, 92 teatros, mais de 70 museus, 11 centros culturais, além de salas de exposições e centenas de danceterias e barzinhos. A cidade, que passou a ser chamada de "Capital Mundial da Gastronomia", tem cerca de 12,5 mil restaurantes e 15 mil bares - mais do que Londres ou Paris, por exemplo -, com 46 tipos de cozinha, de todas as partes do mundo.

Turismo
Desembarcam em São Paulo, por mês, 1,345 milhão de pessoas, atraídas principalmente pelo Turismo de Negócios, que movimenta 90 mil eventos por ano na cidade, com 15 milhões de participantes: ocorre um evento a cada seis minutos na capital paulista, cerca de 75% dos eventos do País.

Das 170 feiras organizadas por ano em todo o Brasil, 107 são realizadas em São Paulo. Para receber tanta gente, há 50 mil vagas nos hotéis. A Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) de São Paulo é a sexta do mundo em volume de contratos negociados, com lances médios diários de US$ 1,8 bilhão.