•  
     

Proteja suas pastas com senhas no Windows

Quando se compartilha o computador com diversos usuários, dá para imaginar que os arquivos contidos na máquina poderão ser bisbilhotados por aqueles que não deveriam. Mesmo quando a máquina é usada por pessoas próximas, como familiares e amigos, surge a necessidade de manter a privacidade e o desejo de bloquear o acesso - especialmente àquelas fotos, vídeos e arquivos extremamente pessoais.

Agora, se o computador é utilizado no ambiente profissional, a questão é ainda mais complexa, pois sempre existem aqueles dados que precisam ser guardados a sete chaves e somente pessoas autorizadas podem ter acesso. Como é sabido, o uso indevido de informações corporativas pode comprometer a imagem de uma empresa.

Sendo assim, em ambos os casos, o ideal para manter a segurança de uma informação é criar pastas protegidas por senhas. Desta maneira, é possível bloquear o arquivo contra a invasão de intrusos – garantindo ao titular mais tranquilidade e a certeza de que somente usuários autorizados, no caso você ou quem tiver o código, poderão visualizar o material.

Há algumas formas de criar senhas dentro do Windows, por exemplo, baixar um programa pela internet. Mas outra maneira também pode ser feita, em especial nas versões XP e Vista, direto do sistema operacional. Por isso, o WNews optou por uma dica mais simples para ajudá-lo a blindar seus materiais.

A primeira ação é separar, em uma única pasta, aquilo que você considera ser realmente sigiloso. Coloque tudo nesse arquivo. Após essa seleção, os próximos são os seguintes:

1) Selecione a pasta criada e clique com o botão direito do mouse. No menu “Enviar para” escolha a opção “Pasta compactada (zipada)”. Um segundo arquivo será criado, desta vez compactado e salvo no mesmo diretório.

2) Nesta pasta compacta, clique duas vezes até abrir uma nova janela. Abra o menu “Arquivo” e vá até “Adicionar senha padrão”.

3) Crie uma senha segura, o ideal é que o código tenha entre oito e 12 caracteres. Todavia, é bom lembrar que por mais secreta que seja a senha, ela deve ser de fácil memorização para que você não precise ficar anotando no papel.

4) O último processo é digitar novamente a mesma senha e, em seguida, clicar em “Ok”.

Pronto, de maneira rápida e simples, tudo o que estava exposto para vários usuários está restrito a usuários autorizados.