•  
     

Pro Evolution Soccer 2009

Disponível às massas há já alguns dias, a versão deste ano de Pro Evolution Soccer acabou de sair da nossa consola. Jogámos muito. Jogámos em ligas caseiras, fizemos um brilharete na Liga dos Campeões, jogámos uns contra os outros e contra jogadores espalhados pelo mundo. Jogámos com alegria, tristeza e raiva. Jogámos com os novos modos que a Konami introduziu e estaríamos a mentir se disséssemos que não nos divertimos. Infelizmente, a produtora não nos ofereceu uma diversão imaculada. Sentimos na pele o tímido despertar da equipa de "Seabass" da sombra do seu sucesso.

Ultrapassado o vislumbre do tradicional polimento aos menus, apercebemo-nos que a grande novidade da edição corrente é a introdução da Liga dos Campeões. Para além da possibilidade de disputarmos uma partida rápida com as equipas presentes na prova, os mais apaixonados e persistentes poderão percorrer todo o caminho da competição com a equipa do seu coração. Aqueles que pensam que vão encontrar aqui uma réplica exacta da prova da UEFA irão, certamente, ser agraciados com o vil sentimento da decepção. Os grupos não são oficiais, as equipas licenciadas continuam a não abundar e as transferências ainda não estão actualizadas. Ainda assim, é um prazer receber no Estádio do Dragão o Chelsea ou, mais correctamente, o London FC.

Outras das novidades deste ano dá-se pelo nome de Become a Legend. Vestindo a pele de um jogador completamente desconhecido, compete-nos elevá-lo ao estatuto de estrela. Como um qualquer novato de 17 anos o início faz-se indo aos treinos, preenchendo pouco a pouco o nosso talento com experiência. O grande senão deste modo é que passámos demasiado tempo no banco. Um, dois, três, cinco jogos a jogar apenas em treinos é capaz de desmoralizar até o talento mais efervescente. Mais gravosa que esta temporada no banco são as escolhas algo estapafúrdias do nosso treinador e colegas de equipa. Se na preparação da temporada dissermos que a nossa posição é como segundo ponta de lança e durante os primeiros treinos atingirmos 10 desmarcações e metade em golos, continuámos a ir para o banco. E quando somos chamados para dentro das quatro linhas, devemos não passar de um espectro de luz, uma vez que são poucas as vezes que a bola nos vem parar aos pés.

Os outros modos de Pro Evolution Soccer 2009 mantêm-se praticamente inalterados face às edições do ano anterior. Para os mais perfeccionistas (e com uma porção invejável de tempo livre nas mãos) está disponível um bem completo Edit Mode. Se tiverem uma PlayStation Eye ligada à PlayStation 3 podem tirar uma foto à vossa face e colá-la no rosto da vossa criação digital. As ligas nacionais continuam praticamente inalteradas e a incontornável Master League continua a ser uma realidade bem aglutinadora da vossa estadia no jogo.

PES2009.jpg


Tudo aquilo que foi descrito até aqui é uma parte importante do jogo, porém, aquilo que os que acompanham as andanças da série querem saber é como está PES 2009 a nível de jogabilidade. A verdade é que depois do desaire que foi a versão do ano transacto, a jogabilidade voltou a ser excelsa. Dentro das quatro linhas tudo se desenrola de uma maneira natural, fluida e, sobretudo, com uma inteligência artificial que não fará corar nenhum dos criadores. Mesmo não estando perfeita, nota-se que a tão badalada Teamvision começa a entrosar-se melhor com os requisitos dos jogadores da geração actual de consolas. É impossível deixar de sentir que a velocidade decresceu em favor do realismo. Todo o circo arcade foi desmontado sem se cair em exageros. Assim, jogar contra amigos ou contra a consola num nível de dificuldade elevado começa a ser sinónimo de uma tarde muito bem passada.

Para trás ficaram também os problemas que a componente online da iteração do ano passado revelou. O modo multijogador mais significativo é a prolongação do Become a Legend. É possível levar a nossa criação local até ao universo online e com outros jogadores fazê-lo adquirir experiência. Na companhia de outros jogadores na mesma condição que nós, somos convidados a defrontar e levar de vencidos outros plantéis controlados por uma consola mais ou menos feroz, dependendo do nível em que estão inseridos. Se optarem pelas disputas mais tradicionais, o limite de jogadores em simultâneo queda-se pelos quatro.

Pro Evolution Soccer 2009 é como uma mulher que ganha a vida a fazer limpezas: não impressiona pelo charme mas é muito desembaraçada a fazer o seu trabalho. Os estádios não primam por uma beleza exímia, os jogadores, com excepção às caras mais conhecidos, parecem todos feitos pelo mesmo molde e o público parece saído de uma fotografia tirada pelos fotógrafos de campo, petrificados no seu lugar. Não é bonito, mas dentro das quatro linhas não há um único solavanco e as animações estão bem conseguidas. Ou seja, se estão ali para jogar futebol ficam bem servidos. Caso estejam pela paisagem, lamento informar-vos, mas compraram o jogo errado.

Na outra ponta do espectro técnico, não há comentários em português, ficando essa tarefa entregue à dupla John Champion e Mark Lawrenson. Ouvem-se vozes empenhadas em debitar um guião curto e parco em palavras. Não é preciso muito para que as expressões comecem a soar familiares, demasiado familiares. Das bancadas chegam-nos "cânticos". As aspas a embrulhar a palavra advêm do facto dos grunhidos ainda não poderem ser considerados coros ensaiados. Joguem com o Futebol Clube do Porto ou com o Manchester United, a diferença está no nome da equipa atirado ao ar, já que as vozes, a intensidade e a repetição são as mesmas elevadas ao estatuto de repetição interminável. Felizmente, podem carregar ficheiros de música que tenham no disco da consola a fim de personalizar o apoio.

Tal como dissemos no início do texto, sente-se a intenção de sair de uma sombra que para muitos tem sido demasiado prolongada. Os novos modos são um bom indício disso mesmo e o afinar da jogabilidade à contemporaneidade oferecer-vos-á a diversão que nos privou no ano passado. Talvez para o ano, com "roupa nova" e o afinar dos modos que foram introduzidos este ano e mais jogadores em simultâneo no online, os devotos de PES fiquem mais saciados. Nós ficaremos, com certeza.

Table Football.jpg