•  
     

Presidente do Senado diz não ser a favor de fundo soberano

Presidente do Senado diz não ser a favor de fundo soberano

'Acho que isso deve ser debatido melhor. É uma matéria nova', disse.
Fundo será formado com economia adicional de 0,5% do PIB.

O presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), disse nesta sexta-feira (4), que é contrário à proposta de criação de um Fundo Soberano. "Eu não sou a favor do fundo porque acho que isso deve ser debatido melhor. É uma matéria nova", disse, segundo a Agência Senado.



Nesta semana, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que o fundo seria mais eficiente no controle da inflação do que os aumentos da taxa de juros efetuados pelo Banco Central. Na quinta (3), a mensagem que encaminha ao Congresso o projeto de lei de criação do Fundo Soberano do Brasil foi publicada no Diário Oficial.



O fundo será formado por meio da economia adicional de 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB), ou R$ 14,2 bilhões. Este valor será acrescido ao superávit primário (economia para pagar juros da dívida e manter sua trajetória de queda) de 3,8% do PIB, algo como R$ 105 bilhões em 2008.



Ao retirar estes recursos da economia, o governo atua para conter a inflação, pois diminui seus gastos e, consequentemente, a procura por produtos e serviços - que pressionam os preços.


Pauta de votação
Garibaldi Alves disse ainda que é nessário fazer um esforço para votar projetos importantes após o recesso, quando o país estará no período de campanha eleitoral.



"Votamos boas medidas para a educação. Por que não, dentro de uma compatibilização com a campanha, não continuar votando? Eu acho que isso é possível. O ruim é chegar num município sem ter cumprido o dever de casa aqui", opinou, de acordo com a agência.





Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Politica/0 ... 01,00.html