•  
     

Podemos amar mais de uma vez?

Questão: Gostaria que fosse feito um comentario em relação a três assuntos: paixão, amor e amores. Como isso acontece na vida de uma pessoa: Um ser humano é capaz de amar mais de uma vez?
Muitas coisas são capazes de fazer detonar uma paixão, pode ser um jeito de sorrir ou de falar ou até de calar do outro que primeiro a gente olha, depois a gente gosta do que olha e então a gente quer muito o que olha. A paixão nos faz ficar rente ao descontrole, incendiário(a) e pleno(a) de adrenalina, pronto(a) para um ato heróico onde não é preciso, adolescendo quixotescamente em confrontos com moinhos de vento… Impossível dormir, impossível comer, impossível respirar sem a voz, a lembrança a presença do outro.

Feliz ou infelizmente estórias como esta têm duração relativamente curta, poucas vão além das sensações avassaladoras, principalmente porque na maioria das vezes estamos nos espelhando no outro e uma hora isto cessa. O que isto quer dizer? Significa que aquelas qualidades estonteantes que o outro parece ter estão sendo muitas vezes criadas por nós, não são necessariamente reais já que os príncipes encantados nem sequer resistem mais a um terceiro ou quarto capítulo de novela…

Espelho no outro possibilidades que talvez sejam minhas, qualidades que gostaria de desenvolver ou encontrar em alguém que me remetam a um ideal de vida feliz e quando finalmente me deparo com a realidade… a decepção é inevitável.

Em alguns casos, quando o mito (do príncipe encantado) morre, o amor pode acontecer desde que a paixão tenha dado espaço para tanto. Se adolescente demais, a paixão numa fase um pouco mais madura da vida, quando termina, deixa uma sensação de nudez desconfortável, às vezes mesmo incontornável.Já o amor é menos arroubado, romântico sim, mas menos impulsivo e mais compreensivo, deixa sempre um pouco mais de espaço, é menos ciumento e se importa muito mais com a felicidade que possa proporcionar ao ser amado do que em receber recompensas.

A paixão necessita manter-se acesa quando o amor é a própria luz. Durante uma vida teremos várias paixões, se tivermos sorte um amor e se tivermos muita sorte poderemos até encontrar um grande amor, mas é preciso semearmos o solo de nossa existência de forma positiva para termos boa colheita.

Precisamos conhecer qual é nosso lugar no mundo ao invés de tomarmos o lugar de alguma personagem qualquer que acreditamos ser e resolvemos adotar porque personagens têm como parceiros personagens que fingem ser quem não são.

Acredito que quando andamos na vida sem medo do azar podemos amar muitas vezes e amar significa continuar querendo bem mesmo que em algum momento seja necessário romper, romper pode muitas vezes ser um ato de profundo amor embora as aparências digam que não.

Fonte: http://www.anitamulher.com.br/anita/pod ... e-uma-vez/