•  
     

Pichadora da Bienal é condenada a 4 anos de detenção

Sáb, 26 Set, 04h57



A pichadora da Bienal, Caroline Pivetta, de 24 anos, foi condenada a quatro anos de prisão, em regime semiaberto, nesta sexta-feira, dia 25. O motivo entendido pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) foi formação de quadrilha e destruição de bem protegido por lei. O advogado da ré, o criminalista Augusto Arruda Botelho, informou que vai recorrer da decisão e desclassificar a condenação.

"Não vou pedir a absolvição, até porque a Caroline confessou a pichação, no entanto, vou requerer a desclassificação e reforma da sentença. É um absurdo falar em destruição de bem protegido por lei. Ela não destruiu nada." Segundo Arruda Botelho, Caroline segue a vida normalmente, trabalhando e está grávida.


Caroline foi detida após ataque ao prédio da Bienal em 26 de outubro do ano passado, no primeiro dia do evento. O ataque aconteceu no segundo andar do pavilhão, que estava vazio. Caroline ficou 53 dias na cadeia. Segundo o advogado "ela confessou a pichação e justifica o ato com uma expressão artística".


Em janeiro passado, Caroline foi detida sob suspeita de tentar roubar uma loja em São Paulo.
 
Se ferro
_____ essa mulher ai