•  
     

PETROBRAS QUER VENDER ÁLCOOL PARA O JAPÃO EM 2009

De olho no potencial do mercado japonês, a Petrobras quer começar a vender álcool no Japão já em 2009. No ano passado, a estatal firmou parceria com a Japan Alcohol Trading e criou a empresa Brazil-Japan Ethanol, que nasceu com a missão de promover o uso do etanol entre os japoneses.

A estratégia faz parte do esforço da Petrobras para sinalizar ao Japão que tem condições de ser um forte fornecedor de álcool, apesar das dificuldades logísticas no Brasil, caso seja aprovada a mistura de 10% do combustível à gasolina. Atualmente, a proporção da mistura na gasolina japonesa é de 3%, o que demanda um volume de 1,8 milhão de metros cúbicos de álcool por ano. A aprovação do aumento da mistura representaria um mercado potencial de 6 bilhões de litros de álcool.

Outra preocupação da companhia é garantir que a entrada nesse novo mercado não prejudique o abastecimento do mercado brasileiro. ''Temos trabalhado para viabilizar uma oferta segura de álcool para o Japão''.

O governo japonês estuda a ampliação desses percentuais como forma de atender as exigências do protocolo de Kyoto, que prevê a redução das emissões de carbono na atmosfera. Ao contrário dos combustíveis fósseis, o álcool é considerado um combustível limpo.

''É necessário primeiro demonstrar a capacidade técnica para atender este volume, para depois se pensar em adotar 10%'', informou a assessoria de imprensa da estatal. ''A Petrobras quer ser grande no mercado, mas não produz álcool e nem vai produzir; vai ser uma negociadora''.


Segundo o Plano de Negócios da Petrobras a previsão inicial de exportação de álcool é de 320 milhões de litros este ano e 850 milhões, em 2007. Até 2001, o objetivo é chegar a 3,5 milhões de metros cúbicos exportados.

No ano passado, a companhia fez as primeiras exportações de álcool, para a Venezuela. Até o fim do ano, a estatal pretende começar as vendas para a Nigéria.



Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Economia_N ... 56,00.html