•  
     

PELE - Entre com o pé direito

Independente da época do ano, seus pés merecem estar sempre bem-cuidados. Eles não combinam com calos, peles ásperas ou unhas em mau estado. Então, siga os truques e as receitas que vão tirar o seu pé da lama.

pe.jpg
pe.jpg (14.33 KiB) Visto 8029 vezes



Alguns homens são capazes de perder o rumo ao admirar um belo (e bem cuidado) par de pés femininos. "A preferência masculina fica por conta dos longilíneos, bem torneados, com pele macia e unhas pintadas em tons fortes, como o vermelho", garante a sexóloga Marilene Cristina Vargas. Nunca mais vai tirar os sapatos? Bobagem, tudo tem conserto se você se empenhar.
3 promessas que vão dar pé
Mesmo se os seus são um modelo de perfeição, precisam dos seguintes cuidados básicos para continuar em forma:
Exfoliar
Com os pés limpos e úmidos, passe um exfoliante corporal duas vezes por semana para retirar as células mortas. Capriche nos lugares mais ásperos, como a sola. Na praia, faça isso com a areia molhada, funciona, é de graça e uma delícia!
Hidratar
Prefira os hidratantes à base de uréia, hidroviton ou lactato de amônia, substâncias químicas que conseguem reter melhor a água nas células. O dermatologista José Carlos Greco elaborou uma receita de hidratante que deve ser feita em uma farmácia de manipulação.
Anote: 1 mililitro de óleo de jojoba; 10 gramas de uréia; 0,05 grama de azuleno; e 100 mililitros de loção cremosa com base evanescente. Aplique duas vezes ao dia.
Proteger
Independente da estação do ano, ao se expor ao sol não se esqueça de passar filtro solar nos pés, incluindo os dedos e a sola. E tire sempre os chinelos para não marcar.
O QUE NÃO DÁ MAIS PÉ
Calo, micose, unha encravada, calcanhares rachados e soltando pele acabam com a elegância - e a sensualidade - de qualquer um.
Calos
A pele endurecida, em excesso, faz tanta pressão que até causa dor. Se o calo for pequeno, uma pedicure mesmo resolve, com jeitinho. Do contrário, calos grandes e dolorosos precisam mesmo de especialista, o podólogo. Depois, para o calo não crescer outra vez no mesmo lugar, use protetores de silicone - eles diminuem o atrito do local com o sapato. E fique longe dos produtos que prometem acabar com os calos. "Eles contêm ácidos que podem até provocar feridas horríveis", alerta a podóloga Ana Lúcia Alves Lúcio, do Spa do Pé.
Micoses
Procure um dermatologista, porque o tratamento costuma ser bem demorado (às vezes mais de um ano). Normalmente são provocadas por fungos (como o pé-de-atleta, mais conhecido como frieira). Os sintomas mais comuns são coceiras, unhas esbranquiçadas, deformadas e até descoladas dos dedos, e descamação na planta dos pés. Se não chegou ainda a esse ponto, não facilite: enxugue bem os pés depois do banho. Um truque é aproveitar o secador de cabelo para eliminar toda a umidade entre os dedos. Use também talco anti-séptico.
Unha encravada
Não mexa até procurar um podólogo. "Cortando da forma certa (os cantos devem ficar quadrados, levemente arredondados com lixa), usando acessórios especiais e produtos antiinflamatórios quando necessário, a unha pode voltar ao normal em cerca de seis meses", afirma a podóloga Ana Lúcia. Em alguns casos, a especialista cola uma placa de acrílico sobre a unha, que faz uma tração para cima, evitando que os cantos se curvem e fazendo com que a unha cresça direito.
Rachaduras
Além de serem sinal de desleixo, podem virar porta de entrada para fungos e bactérias. O quadro pode ser revertido com hidratação intensa. Experimente essa mistura com ingredientes encontrados em qualquer farmácia: uma parte de vaselina com uma parte de lanolina, ambas sólidas. Faça uma pastinha e passe em cima das rachaduras antes de dormir.
Descamação
Se ocorre no meio da sola, provavelmente a pele está contaminada por fungos. No caso, procure um dermatologista. Mas, se a pele estiver descamando no local onde há atrito com o sapato (é só verificar onde a pele está saindo), a solução é usar um modelo mais confortável, lixar ou exfoliar levemente os pés, e não relaxar na hidratação, que acaba com o ressecamento.
Antes disso, coloque-os de molho em uma receita simples: 2 litros de água e 1/2 copo de vinho branco seco. "Serve para tornar o pH da pele mais ácido, o que favorece a penetração do creme. O álcool do vinho é ainda anti-séptico", explica o dermatologista José Carlos Greco.
PÉS EM BOAS MÃOS
É importantíssimo deixar as unhas quadradas, para não encravar, não cutucar as extremidades, e não retirar totalmente as cutículas. É que elas servem de proteção, impedindo a entrada de microorganismos. "Corte as unhas sempre retas e depois do banho, assim será mais fácil, pois estarão moles", ensina o podólogo Paulo Piedade. Em seguida, hidrate os pés e empurre a cutícula com uma espátula. O alicate (sempre esterilizado) deve ser usado apenas para retirar o excesso de pele que fica solto ao redor das unhas. Para diminuir a aspereza da região, aposte nos produtos com alfahidroxiácidos (AHAs) e no ácido salicílico, que ainda por cima aumentam o brilho da pele e evitam a descamação.
Para quando descer do salto
Sapatos de saltos altíssimos podem deixá-la mais sensual e poderosa, mas são um veneno para os pés, a coluna, a postura, a panturrilha e os tendões. Por isso, tente deixar os mais altos apenas para eventos especiais. E, quando chegar de uma festa com os pés massacrados, coloque-os de molho em um balde com água quente, alternando com mergulhos em outro, com água gelada, durante quinze minutos. O choque térmico ativa a circulação e o alívio é imediato. Para aumentar a sensação de relaxamento, acrescente folhas de camomila, de hortelã e óleo de lavanda. Depois, enxugue bem entre os dedos e passe um hidratante.




Fonte: http://www.cadernor.com.br/mulher/index ... &Itemid=45
 
é, sempre gosto de entrar com o pé direito nas coisas. xD