•  
     

Pedro Hometerio morre aos 85 anos

Faixa-preta de Carlos e Hélio Gracie, Pedro Hemetério faleceu hoje, aos 85 anos, em São Paulo. Hemetério, que ostentava o nono grau na faixa vermelha de Jiu-Jitsu, sofria de problemas no coração e há dois meses estava internado na Santa Casa. Na última semana, o discípulo dos Gracie foi tranferido para o hospital de Convalescentes D. Pedro II, em Jaçanã, distrito de São Paulo, e hoje, as 9h30min, a família foi avisada sobre seu falecimento. “Ele passou mal e foi internado a dois meses atrás. Ele sofria de problemas no coração. Ainda não sabemos muitos detalhes sobre a sua morte. Estamos indo neste momento fazer a liberação do corpo”, disse Pedro Araújo de Castro, filho de Hemetério.



Lenda do esporte, Hemetério foi homenageado em matéria na TATAME #108, no ano de 2005. Na reportagem feita pelo editor da TATAME, Marcelo Alonso, o título já celebrava a grandeza do mestre: "Hemetério, o museu vivo do Jiu-Jitsu". Conhecido pelo apelido de homem quiabo, pela flexibilidade e facilidade com a qual escorregava para chegar as costas de seus adversários, esse cearense, que dava aulas em São Paulo desde a década de 60, enfrentou diversos desafiantes de pesos e modalidades distintas para provar a superioridade da arte ensinada pelos seus mestres. Hemetério chegou até mesmo a encarar um Gracie, para defender a honra de seus mestres. A luta foi contra George Gracie, e a vitória de Hemetério, considerado o melhor aluno de Carlos, veio através de um estrangulamento da montada, embora George garanta que não bateu devido ao golpe.



A família pretende velar o corpo ainda hoje na Câmara dos Deputados. Fique ligado no site TATAME para mais informações sobre a morte do mestre Pedro Hemetério.
 
nunca ouvi falr nesse maluco aii