•  
     

Papa envia a “confortadora” bênção apostólica ao povo chilen



Bachelet agradece à Igreja por sua solidariedade após o terremoto

SANTIAGO, sexta-feira, 5 de março de 2010 (ZENIT.org). – O Papa abençoou o povo chileno, afetado pelo forte terremoto de sábado, em uma mensagem enviada ao presidente da Conferência Episcopal do Chile, Dom Alejandro Goic Karmelic.

“Invocando a proteção de Nossa Senhora do Carmo, envio de coração a confortadora Bênção Apostólica, como sinal de afeto para com o amado povo chileno”, assinala o Pontífice.

Em sua mensagem, Bento XVI expressa seu “profundo pesar pela dolorosa notícia do terremoto, que deixou numerosas vítimas, feridos e provocou grandes danos materiais”.

“Ofereço minhas orações pelo eterno descanso dos falecidos, e elevo fervorosas súplicas ao Senhor para que conceda consolo aos atingidos por tão enorme desgraça, e que inspire em todos sentimentos de esperança cristã e de solidariedade fraterna”.

“Exorto a comunidade eclesial, as instituições civis e todas as pessoas de boa vontade a prestarem ajuda, neste momento difícil, com espírito generoso e solícita caridade”, acrescenta o Papa.

Dom Alejandro Goic Karmelic foi recebido, juntamente com o arcebispo de Santiago, cardeal Francisco Javier Errázuriz, pela presidente da República Michelle Bachelet, no Palácio de la Moneda, sede da presidência do Chile.

Segundo um comunicado divulgado pela Conferência episcopal chilena, durante a reunião os três concordaram que “este é um momento de união e solidariedade acima de tudo, porque a pátria é uma só e precisa da boa vontade e solidariedade de todos”.

O presidente da Conferência episcopal destacou que embora a Igreja tenha perdido muitos templos e locais sagrados, “o que mais preocupa são os templos vivos que são as pessoas, pessoas que sofrem agora com a dor de terem perdido seus entes queridos”.

O arcebispo de Santiago, cardeal Francisco Javier Errázuriz, afirmou que “como povo, devemos permanecer unidos e apoiar os irmãos que sofreram mais”.

A presidente do Chile agradeceu à Igreja católica por seu apoio e pela ajuda espiritual e moral às pessoas e famílias afetadas pela tragédia, bem como pela campanha solidária conduzida pelas diversas paróquias do país em colaboração com a rede Cáritas.

“Como sempre, a Igreja Católica está trabalhando, colaborando e ajudando a comunidade de diversas maneiras, o que agradeço em nome do governo”, declarou Bachelet.

O terremoto afetou oito das 27 dioceses chilenas, causando a morte de mais de 800 pessoas e deixando 500 mil desabrigados, segundo a rede Cáritas.

A organização mantém três centros de operações em Concepción para distribuir ajuda aos sobreviventes.

De acordo com Lorenzo Figueroa, secretário geral da Cáritas do Chile, a resposta da rede em todo mundo em face ao ocorrido foi “rápida e efetiva”.

“Não se trata apenas de ajuda material”, mas “também de apoio aos sobreviventes, o que faz uma diferença real. Foi oferecida esperança às pessoas”, explicou Figueroa. :D

fonte:http://www.zenit.org/article-24274?l=portuguese
Página inicial