•  
     

Os melhores Hardwares do brasil

Hardwares

Radeon HIS HD 4850 512 MB


RHD4850HIS_Tab_Principal.jpg
RHD4850HIS_Tab_Principal.jpg (18.88 KiB) Visto 1650 vezes


Mostramos em nossa review da Radeon HD 4870 que a ATI chegou a uma ótima placa de vídeo 3D como há anos não se via por parte da fabricante para o mercado de alto desempenho. Dando continuidade na série Radeon 4000, tivemos a chance de testar a Radeon HD 4850 da HIS, modelo que se posiciona abaixo da HD 4870, porém, com um custo bem mais em conta.

Como é sabido, no Brasil a grande parcela dos jogadores trabalha com um orçamento limitado, ainda mais devido ao pesado acréscimo que faz uma placa de vídeo de US$ 300 (nos EUA) ser comercializada aqui por mais de R$ 1.000, então placas de médio custo costumam ser as mais utilizadas pelos jogadores no geral por serem bem mais acessíveis. O que se espera de uma placa de médio custo é uma boa performance, sem queda na taxa de frames por segundo, mesmo que limitado a não poder deixar todos os detalhes gráficos no máximo para os games mais pesados da atualidade, enquanto que nos games mais leves e não tão novos seja possível rodar em alta resolução e abusando dos filtros.

E foi para isso que nós nos esforçamos para destrinchar a HIS HD 4850 de 512 MB (GDDR3) e mostrar tudo o que a placa pode render nos games da atualidade para revelar suas reais capacidades e limitações. Acompanhe conosco então mais esta review exclusiva.

FOT1232114963CO_HISRad4850_04.jpg


Conteúdo Incluso na Caixa:

Embora não traga softwares diversos e games chamativos na embalagem – o produto vem apenas com um CD com o driver da placa -, o pacote da HIS HD 4850 vem com todos os acessórios e adaptadores necessário para o seu funcionamento. Entre eles, temos o adaptador de saída DVI para VGA e DVI para HDMI, o que possibilitar ligar a placa tanto em monitores mais antigos como nos mais modernos. Também acompanha a placa um cabo para saída de TV no padrão vídeo-composto, um conector que funciona como ponte para CrossFireX, um adaptador para alimentação através da fonte com o conector de 6-pinos, e ainda uma chave de fenda especial com um LED na ponta que funciona como uma lanterna.

Especificações Técnicas e Características:

. GPU Clock: 625 MHz;
. Tecnologia de processamento: 0.55-mícron (55-nm);
. Slot: PCI-Express 16x;
. Memória: 512 MB / 256-bits;
. Clock Memória: 1.986 MHz GDDR3 (993 MHz real);
. Unidades de Stream Processing: 800;
. Unidades de Texturas: 40
. Renderizadores back-ends (ROPs): 16
. Taxa de Processamento Matemático/Aritmético: 1.000 GigaFLOPS;
. Número de transistores: 965 milhões;
. Largura de Banda de Memória: 31,78 GB/s;
. 2 saídas de vídeo integradas (ambas DVI);
. Tecnologia de vídeo Avivo HD e UVD;
. Suporte completo ao DirectX 10.1 e Shader Model 4.1.

A principal diferença desta placa se comparada com a Radeon HD 4870 está mesmo na memória, tendo em vista que o modelo de alto desempenho trouxe a nova tecnologia GDDR5 que trabalha bem mais rápido, enquanto que a memória da Radeon HD 4850 é a GDDR3, com uma largura de banda de 1/3 da capacidade se comparado com o modelo mais avançado. No mais, há poucas mudanças nos recursos da placa, o que garante a expectativa de um bom desempenho.

FOT1232114972CO_HISRad4850_08.jpg


Instalação / Configuração:

Com seu tamanho dentro dos padrões e cooler compacto, a instalação da HIS HD 4850 não requer cuidados especiais para uma instalação simples e direta. É só parafusar a placa, plugar o conector de 6-pinos do padrão PCI-E, e colocar para funcionar.

Continuamos a utilizar o Windows XP ao invés do Vista nos testes, pelo fato da maior compatibilidade e melhor performance geral, e até porque o ganho de qualidade com o DirectX 10 continua imperceptível na grande maioria dos jogos. De toda forma, independente da versão do Windows que se deseje utilizar, basta entrar no site oficial da AMD/ATI para baixar a última versão do driver Catalyst e começar a utilizar a placa em seguida.

Testes / Benchmarks:

Computador usado para o Teste:

Placa-mãe: Asus P5W DH Deluxe:
Processador: Intel Core 2 Duo E6600 - [email protected] MHz
Memória: 2 GB Dual DDR2 1000 G.Skill (PC2 8000)
Disco Rígido: 2 Unidades de Western Digital 250 GB ATA-II
Fonte: Antec Neo He 550W
Slot: PCI-Express 16x
Monitor: Samsung SyncMaster 955DF 19” Tela Plana


Configuração de drivers e SO:

Sistema Operacional: MS Windows XP com SP3
DirectX: DirectX v.9.0c Final
Driver da placa de vídeo: Driver ATI Catalyst 8.11.
*Obs.: Todos os componentes de hardware e drivers foram testados em seus estados padrões, sem nenhum overclock ou modificação no intuito do aumento de performance, com exceção do aumento de velocidade da CPU.


Games/Softwares Testados:

3DMark03/3DMark05/3DMark06 [benchmark sintético]
Quake 4 [shooter em primeira pessoa - OpenGL]
Half-Life 2: Lost Coast [shooter em primeira pessoa - DirectX]
Unreal Tournament III [shooter em primeira pessoa - DirectX]
Prey [shooter em primeira pessoa - OpenGL]
F.E.A.R. [shooter em primeira pessoa - DirectX]
Lost Planet: Extreme Condition [shooter em primeira e terceira pessoa - DirectX]
Crysis [shooter em primeira pessoa - DirectX]
**Obs.: Utilizamos como padrão para todos os testes a configuração de vídeo com 32-bit de cor.


noctnhu12p_tb_1.jpg
noctnhu12p_tb_1.jpg (23.51 KiB) Visto 1602 vezes


Noctua NH-U12P (CPU) e NC-U6 (Chipset)

Um dos pontos mais difíceis no equilíbrio entre velocidade e estabilidade nos equipamentos eletrônicos é com relação à temperatura gerada no processamento. O aumento de velocidade está normalmente ligado com um gasto maior de energia, gerando assim uma quantidade maior de calor gerada internamente que deve ser dissipada para não superaquecer o componente, o que pode causar travamentos, instabilidades e até diminuir a vida útil do mesmo.
Quando se trata de itens de hardware dos computadores, alguns dos dispositivos que mais geram calor são o CPU, os dois chips principais que formam o chipset da placa-mãe (divididos entre NorthBridge e SouthBridge), processador gráfico, fonte e HDs, falando de uma configuração considerada "normal" para os dias de hoje. Como os gamemaníacos estão sempre à procura de configurações mais avançadas e com máxima performance, a temperatura interna do gabinete e de cada dispositivo deve ser um fator relevante na hora de montar o computador ou pensar em upgrades, para evitar eventuais problemas de super-aquecimento, que podem ocasionar vários aborrecimentos e dor de cabeças futuros.
Foi pensando nisso que a GB preparou mais esta review com dois produtos de grande potencial da Noctua, fabricante da Áustria que vem mostrando ao mundo soluções muito animadoras há mais de 1 ano (para quem perdeu, nós já tínhamos publicado anteriormente a review de dois ventiladores para gabinetes: NF-S12 e NF-R8), agora voltados para ajudar na dissipação de calor tanto do processador central como do chipset da placa-mãe: Noctua NH-U12P e Noctua NC-U6, respectivamente.
O Noctua NH-U12P pode ser encontrado no Brasil custando cerca de R$ 200, e embora o valor possa parecer salgado, é uma solução muito completa para qualquer configuração, pois aceita processadores de última geração tanto da AMD como Intel, em um pacote repleto de acessórios, para não deixar o usuário na mão. Enquanto isso, o Noctua NC-U6 está disponível por volta de R$ 80, servindo tanto para o NorthBridge (que é o mais indicado, por ser o responsável pelo trabalho mais pesado) como para o SouthBridge (para aqueles que já possuem um dissipador na Ponte Norte e querem resfriar o outro lado).

noctnhu12p_sc_4.jpg


Conteúdo Incluso nas Caixas:
A caixa do NH-U12P é no formato de um cubo de grandes proporções, e dentro dela há um grande dissipador que vai ser acoplado em cima do processador, uma ventoinha de 12x12 cm (modelo idêntico ao NF-S12, também comercializado pela empresa para gabinetes), três kits de peças - sendo uma de peças comuns, uma de peças para processadores AMD e outra para Intel -, e ainda um manual em inglês dividido em duas partes, de acordo também com o fabricante da CPU.
O kit é bastante completo e traz tudo o que se pode precisar na montagem, incluindo até uma chave philips, pasta térmica, parafusos e diferentes conectores para ligar a ventoinha na fonte. Confiram as fotos do box e acessórios:



Já a caixa do Noctua NC-U6 é bem menor, e também traz uma quantidade mais limitada de acessórios, já que a sua instalação é muito mais simples e sem necessitar de muitos adicionais. Fiquem com imagens da embalagem e seu conteúdo:

noctnhu12p_sc_9.jpg


Dimensões e Especificações:
Vamos conhecer agora as especificações e dimensões de cada produto, a começar pelo NH-U12P que é o mais complexo e com vários acessórios:
- Compatibilidade com socker de processadores: LGA 775 (Pentium, Celeron, Core 2), AMD AM2 & AM2+ e 754, 939, 940 (Athlon 64, Sempron, Phenom, Opteron)
- Dimensão com Dissipador+Ventoinha: 126 x 158 x 95mm (L x A x P).
- Peso total (Dissipador+Ventoinha): 770g.
- Material do Dissipador: Base e Heatpipes de Cobre / Aletas de Alumínio.
- Tensão da Ventoinha: +12V.
- Corrente da Ventoinha: 0,09A.
- Rolamento da Ventoinha: SSO-Bearing
- Controlador de velocidade da Ventoinha: Adaptador U.L.N.A.
- Velocidade da Ventoinha: 900 ~ 1.300 RPM
- Ruído: 12,6 ~ 19,8dBA
- Fluxo de ar: 63,4 ~ 92,3 m³/h (37,31 ~ 54,32CFM)

É necessário destacar que o tamanho total do cooler montado é bem exagerado. Para aqueles que gostam da prática de casemod, pode vir a ser interessante mostrar dentro do seu gabinete um cooler de proporções faraônicas, com 12 cm de largura, 16 cm de altura e quase 10 cm de profundidade. É impossível que um sistema de cooler tão diferente e grande como este não chame a atenção, o que também inviabiliza a sua utilização em gabinetes muito compactos e finos, ou para quem tenha aquele duto de ar na tampa do gabinete, o que não permitirá o seu encaixe depois de instalado.

Passamos agora para as especificações do NC-U6, lembrando que trata-se de um cooler passivo, portanto não possui ventilador, não gerando assim ruído e não consumindo energia:

- Dimensão: 70 x 85 x 33 mm (L x A x P).
- Peso: 130g.
- Material do Dissipador: Base e Heatpipes de Cobre / Aletas de Alumínio

noctnhu12p_sc_12.jpg


Instalação:
A instalação tanto do NH-U12P como do NC-U6 é relativamente simples de se fazer, porém, é recomendável ter algum conhecimento na parte de hardware para evitar qualquer dano a placa-mãe, já que será necessário desmontá-la e realizar mudanças em partes cruciais e sensíveis. Em nosso caso, a instalação foi feita em uma placa-mãe Asus P5W DH Deluxe, equipada com um processador Core 2 Duo E6600 (trabalhando com um overclock de 2.600 para 3.000 MHz) e 2 GB de memória RAM. Como a nossa placa-mãe já traz um sistema de resfriamento passivo mais avançado para o chip de NorthBridge, optamos por instalar o NC-U6 no SouthBridge da motherboard, e substituir o "cooler box" padrão do processador da Intel pelo NH-U12P.
Para acompanhar a transformação, fiquem com as duas primeiras fotos mostrando a placa-mãe em seu estado original, e em seguida como ela ficou sem os dois sistemas de resfriamentos originais:

noctnhu12p_sc_12.jpg


Partindo para a instalação do Noctua NH-U12P, é necessário parafusar um suporte na parte de baixo da placa-mãe, onde serão usados para dar fixação a duas barras laterais onde o enorme dissipador vai ficar preso.

noctnhu12p_sc_16.jpg


Em seguida, devemos aplicar a parta térmica no CPU e parafusar o dissipador nas barras, o que garante uma fixação bem firme mesmo com todo o seu tamanho. Estando o dissipador preso, é só instalar as duas tiras anti-vibração no lado escolhido para ficar a ventoinha (ela pode ficar em ambos os lados, vai de acordo com a melhor posição para não interferir nas outras partes da placa-mãe e gabinete, e prender a ventoinha no dissipador através de dois clipes, encaixando um do lado direito e outro do lado esquerdo. Pode parecer uma fixação um pouco fraca entre o dissipador e a ventoinha, por não possuir parafusos, mas na prática ela se pareceu bem firme e não mostrou qualquer chance de escapar.
E os passos para a instalação do NH-U12P já se acabaram. Basta ligar a ventoinha no conector de energia da placa-mãe e está pronto para rodar.

noctnhu12p_sc_19.jpg


Para quem não viu dificuldades na instalação do primeiro cooler, a instalação do Noctua NC-U6 vai ser ainda mais moleza. Basta parafusar o dissipador com a presilha de duplo encaixe, e pressionar os pinos nos dois buracos pré-determinados na placa-mãe. O único cuidado é verificar em qual dos dois sentidos o dissipador deve ficar, a fim de evitar conflitos de espaço seja com a placa de vídeo, cooler do CPU e outros dispositivos internos do gabinete.
Vamos agora a imagem final da placa-mãe com os dois componentes de resfriamento inseridos.
Bateria de Testes:
Computador usado para o Teste:
Placa-mãe: Asus P5W DH Deluxe
Processador: Intel Core 2 Duo E6600 - [email protected] MHz
Memória: 2 GB Dual DDR2 1000 G.Skill (PC2 8000)
Disco Rígido: 2 Unidades de Western Digital 250 GB ATA-II
Fonte: Antec Neo He 550W
Placa de vídeo: GeForce 8800 GT PCI-Express 16x
Monitor: Samsung SyncMaster 955DF 19" Tela Plana
Sistema Operacional: MS Windows XP Profissional com SP2

Para a realização de nossos testes, fizemos as medições de tarefas iguais por períodos similares de utilização antes da troca dos produtos da Noctua e depois, mostrando assim uma comparação bem direta e prática do que o consumidor pode esperar deste update. As medições de temperaturas foram obtidas através dos utilitários AiBooster da Asus, fabricante da placa-mãe, e do Everest Ultimate Edition.
A temperatura ambiente dos dois testes, tanto com os coolers originais quanto após a instalação dos novos resfriadores, estava em torno de 23º, sem alterações significativas. Em ambos os testes, todas as tampas do gabinete estavam fechadas, o mesmo contava com uma ventoinha traseira Noctua NF-S12.
Assim, nosso objetivo foi deixar os testes com igualdade de condição, alterando apenas a inclusão dos NH-U12P e NC-U6. Nossa medição focou em três momentos: 20 minutos com o computador ligado em Idle (isso é, apenas com o Windows carregado e sem nada específico rodando), após 1 hora jogando o shooter multiplayer Team Fortress 2, e para terminar a temperatura ao fim de 2 horas de Crysis que nada mais é do que o game mais pesado disponível para PC até então.

URL: http://gamesbrasil.uol.com.br
Última edição por felipe fernandes em 20 jan 2009 15:51, editado 2 vezes no total.
 
que massa.