•  
     

O padroeiro dos políticos

São Tomás Moro foi proclamado o santo protetor dos governantes e políticos pelo papa João Paulo II no fim do ano 2000. Moro (1478-1535), autor do livro Utopia, foi filósofo, advogado, membro do Parlamento e chanceler do rei Henrique VIII na Inglaterra. Morreu decapitado por não reconhecer a autoridade espiritual do rei após seu divórcio. A beatificação do novo "advogado dos homens perante Deus" deu-se em 1886, pelo papa Leão XIII, já a canonização veio em 1935, por Pio XI.
 
daora so falto uma foto