•  
     

O M1T0 quer mais!

Rogério Ceni deixou o gramado do Barradão bastante abatido no domingo. Tem sido assim nos últimos jogos do São Paulo. Com a derrota para o Vitória, na estreia do técnico Paulo Autuori, já são sete jogos seguidos sem vencer. A única expectativa do goleiro em curto prazo é conquistar o título da Recopa Sul-americana, contra o Corinthians, na quarta-feira.

Seu time precisará necessariamente vencer o arquirrival no Pacaembu. Se for pela diferença mínima, a decisão irá para a prorrogação. Para ser campeão direto, tem que vencer por dois ou mais gols de vantagem, algo no qual ele, mesmo aflito com as atuações da equipe, deposita confiança.

"É completamente possível, são 90 minutos. A gente já venceu o Corinthians algumas vezes no Pacaembu. Há um combustível natural", entende o capitão tricolor, que não tem a mesma esperança no Campeonato Brasileiro, competição em que soma apenas oito pontos em oito partidas disputadas.
"Para um campeonato de 38 rodadas é pouco. A gente tem que se unir. Os erros passados, seja de que lado foi cometido, prejudicaram nosso time e têm que ser superados. O torcedor tem que nos acolher agora que é cedo, porque depois pode ficar muito tarde", avalia o jogador, preocupado com a falta de apoio das arquibancadas neste momento delicado da equipe na temporada.

"Gritos sempre de cobrança não trazem confiança necessária a um grupo jovem como o nosso. A expectativa, a médio prazo, não é das melhores. Podemos ter uma grande evolução com a chegada do Paulo (Autuori). É uma peça que pode fazer a diferença a médio prazo, mas, se o torcedor abandonar a gente, fica difícil. Temos carinho muito grande pelo torcedor, esperamos que ele compreenda isso e ajude a gente a superar esse momento", pediu.

Haverá somente dois treinos no CT da Barra Funda até a Recopa. O primeiro deles está marcado para a tarde desta segunda-feira, dia seguinte ao revés por 3 a 2 para o Vitória.

#AvanteMeuTricolor #SouSouTricoloor