•  
     

O G1 já viu: novo ‘007’ mostra James Bond com sede de vingan

O G1 já viu: novo ‘007’ mostra James Bond com sede de vingança

Com roteiro superficial, 'Quantum of solace' é continuação do filme anterior.
Agente busca redenção após a morte de sua amada Vesper (Eva Green).



Clique aqui Assista ao trailer legendado do novo filme '007


Quem assistiu ao último filme de 007, “Cassino Royale”, lançado em dezembro de 2006, pode ter se admirado com o comportamento apaixonado do agente mulherengo, que acabou passando por maus bocados nas mãos da belíssima Vésper Lynd (Eva Green). Pois o segundo filme em que James Bond é vivido por Daniel Craig trata de curar definitivamente as feridas desse amor bandido.

“Quantum of solace”, que entra em cartaz no próximo dia 7 de novembro, traz o agente secreto mais violento do que nunca, com sede de vingança. O filme dirigido por Marc Forster já começa com movimentadas seqüências de ação, perseguição de carros, tiroteio e acidentes. A câmera corre tanto que o espectador chega a se perder. Mas Bond continua lá, cheio de classe, charme e elegância. E intacto.

Quem não assistiu a “Cassino Royale” tem poucas chances de compreender o que se passa neste 007. Ligações do último caso de Bond o levarão, agora, a uma organização criminosa que ninguém sabe ao certo como age nem como. Mas que tem ligações com a morte de Vesper e, portanto, instigará o agente britânico a, contra tudo e contra todos, descobrir o que se passa.

A “bond girl” da vez é a deslumbrante ucraniana Olga Kurylenko, que talvez pelo excesso de sentimentalismo do filme anterior, se mostra fria e pouco se envolve com 007. Os dois se unem motivados pelo desejo de vingança. Ela quer matar um militar que assassinou sua família, enquanto Bond tenta descobrir quem manipulou Vésper.

Filmado na Áustria, na Itália e no Chile, “Quantum of solace” mantém as paisagens paradisíacas que tradicionalmente colorem os filmes de 007, mas perde e muito para as outras produções do agente secreto. Lamentavelmente para os fãs, o roteiro é superficial e o humor inteligente da série se perde na amargura do protagonista. Fica a impressão de uma extensão mal feita do (ótimo) longa anterior, só isso.


Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Cinema/0,, ... GANCA.html