•  
     

O economista do bom senso

José Roberto Mendonça de Barros tem uma qualidade rara nos analistas econômicos, nesses tempos em que ou proliferaram cabeções ou fiscalistas de ideias fixas e com escassa capacidade de análise da realidade.

Na entrevista dada ao Estadão, ele destaca:

1. Possibilidade de recuperação da economia a partir do terceiro trimestre, voltando ao ritmo (modesto) de 3% ao ano, que será mantido no ano que vem. Com as quedas nos trimestres anteriores, PIB próximo a zero este ano.

2. Recuperação comandada pelo consumo e pelo setor habitacional. José Roberto detectou o grande entusiasmo do setor com os planos habitacionais anunciados.

3. Dá por encerrada a recessão brasileira, mas dependendo de fatores externos. E acredita que os mercados estão exagerando nas apostas de final da crise, principalmente devido ao brutal aumento do endividamento dos estados. Em caso de volta da crise, sozinha a China não segura a peteca.

Clique aqui

Há uma boa diferença entre os irmãos Mendonça de Barros. José Roberto é o analista, Luiz Carlos o operador. Como tal, a tendência do Luiz Carlos é sempre radicalizar tendências de curto prazo. Agora, está na ponta do mercado que aposta na marolinha.

Fonte: http://colunistas.ig.com.br/luisnassif/ ... bom-senso/