•  
     

O absurdo processo hiper-inflacionário do Zimbabue

Quem for da minha geração deve ter pego, ainda nos tempos de criança, os tempos de inflação alta aqui no Brasil. Não lembro se foi no começo ou no final do curto governo do Collor de Mello, a inflação chegou ao recorde de 80% ao mês, algo que a geração de hoje deve achar difícil até mesmo imaginar. Era a época das corridas ao supermercado em dia de pagamento, afinal, o dinheiro que se ganhava um dia, perdia muito poder de compra com o passar do tempo, ainda lembro que minha mãe fazia feira uma vez a cada 15 dias, feiras grandes.

Com o plano Real a inflação no Brasil foi controlada, e felizmente assim tem se mantido. Hoje, achamos um absurdo os meses em que ela passa do 1% a meta anual não chega aos dois dígitos. Uma beleza. Mas o fato é que por maior que tenha sido a inflação no Brasil nos anos 1980 e começo dos anos 1990, alguns países do mundo já vivenciaram crises hiper-inflacionárias de tirar do sério qualquer um, ainda lembro de ter lido história que na Alemanha pré-nazista as pessoas iam fazer compras levando o dinheiro em carrinhos de mão.

De lá para cá volta e meia um país entra em processo hiper-inflacionário, mas acho que nenhum foi tão brutal quanto este pelo qual o Zimbábue passa já há alguns meses. Para se ter uma idéia do absurdo em que a coisa se encontra, no mês de julho deste ano a inflação zimbabuanesa foi de 231.000.000%, ou seja, algo que custasse um ZW$ (dólar zimbabuanês) no dia primeiro de julho, custaria ZW$ 2.310.000,00 no final do mês. Em fevereiro passado, eu cheguei a postar aqui quando foi lançada a primeira nota de ZW$ 10 milhões, e desde então tudo que acontece no país é uma acentuação do parafuso descontrolado em que sua economia se encontra.

ZWD-02.jpg
 
No dia 18 de julho foi lançada a cédula de ZW$ 100.000.000.000 (cem bilhões), para 12 dias depois o governo cortar 10 ZEROS da moeda local, fazendo com que esta mesma cédula passasse a valer ZW$10,00 mas como toda a ação, ou inação, do governo foi o corte puro e simples de zeros, já foi lançada no país, a novíssima cédula de ZW$ 50.000,00 ou se preferirem fazer a conta devolvendo os zeros furtados, ZW$ 500.000.000.000.000,00 (quinhentos quatrilhões – não sei porque, lembrei do Tio Patinhas…). Segue um pictorial publicado pelo site Humorland com várias fotos do dia a dia monetário no país.

Em tempo, o dólar americano abriu a cotado a ZW$ 3.949.870.500.674,00 no dia 31/10, e fechou cotado a ZW$ 11.851.630.480.952,00 acumulando uma desvalorização de 2.330.000.000.000.000.000% no ano (isso são 2,33 quintilhões porcento!!), segundo este site. Pelo visto vão precisar de muitos carrinhos de mão por lá…

ZWD-03.jpg
ZWD-03.jpg (46.63 KiB) Visto 148 vezes
 
ZWD-04.jpg
 
ZWD-05.jpg
ZWD-05.jpg (113.25 KiB) Visto 146 vezes
 
ZWD-06.jpg
 
ZWD-07.jpg
ZWD-07.jpg (28.84 KiB) Visto 144 vezes
 
ZWD-08.jpg
ZWD-08.jpg (43.99 KiB) Visto 143 vezes
 
ZWD-10.jpg
Anexos
ZWD-09.jpg
 
ZWD-11.jpg
 
ZWD-12.jpg