•  
     

Morte de Michael Jackson ´trava´ Google

google-20090626111628.jpg
Mensagem do desconfiado Google: tanto volume de pesquisa fez com que a companhia cogitasse um ataque malicioso
google-20090626111628.jpg (59.58 KiB) Visto 81 vezes


O falecimento de um dos maiores nomes da música americana fez com que duas das principais fontes de informação na web travassem por algumas horas.

Google e Twitter, na noite de ontem (25), ficaram inacessíveis ou com muita lentidão para todos os usuários. A Wikipedia também sofreu com acesso vagaroso, além da divergência de informações, que removiam anúncios incertos sobre o estado de saúde do cantor.

Enquanto a morte ainda não era confirmada, milhões de internautas buscavam a notícia do astro pop. No Google, até mesmo depois do anúncio fúnebre oficial, a atualização dos artigos mais relevantes ainda não acompanhava as notícias. E se o usuário tentasse acessar o Google News, provavelmente encontraria uma porção de mensagens de erros.

Um porta-voz do Google admitiu à BBC que o alto tráfego em um curto espaço de tempo fez com que um aviso de um possível malware aparecesse nas buscas. Quando tentava pesquisar algum termo, surgia a mensagem de “sua consulta é semelhante às solicitações automatizadas de um vírus de computador ou aplicação de spyware”.

O Twitter também cedeu ao elevado número de postagens. Segundo dados do Trendrr, que mede a incidência de postagens e visitas em redes sociais, cerca de cem mil mensagens contendo Michael Jackson foram enviadas por hora.

Ainda hoje, no serviço de microblog, a maioria dos Trending Topics faz referência ao cantor, superando as eleições do Irã.


Fonte: http://info.abril.uol.com.br/noticias/i ... 2009-6.shl