•  
     

Microsoft oferece US$ 250 mil por criador de vírus

O Conficker, malware descoberto em outubro de 2008 e que desde então já contagiou mais de 15 milhões de máquinas Windows no mundo inteiro, surpreendeu pelo seu poder de disseminação e mobilizou a indústria. Agora, a Microsoft está oferecendo uma recompensa de US$ 250 mil (equivalente a R$ 562,3 mil) para quem ajudar a identificar os responsáveis pela criação do vírus.

Segundo o site The Register, a iniciativa representa um ressurgimento de outro programa iniciado em 2003, o "Anti-virus Reward Program", que oferecia a mesma recompensa para quem indicasse os responsáveis pelos worms SoBig e Blaster. A iniciativa continuou e teve apenas um sucesso, com a prisão de VXer Sven Jaschan, alemão delatado por seus colegas de faculdade e condenado pela criação da praga Sasser.

A Microsoft já corrigiu a vulnerabilidade que permite ao worm se instalar em sistemas, mas o malware continua se disseminando através de redes e pendrives, informou o site TechRadar. Veja a correção (em inglês) pelo atalho http://tinyurl.com/ckodlq.

Além da recompensa, a Microsoft se juntou a outras empresas e pesquisadores de segurança, entre elas a ICANN, responsável pelo registro de domínios na web, para desativar os domínios que o Conficker utiliza para se atualizar e baixar outros códigos para as máquinas infectadas.

Para o The Register, mesmo que a oferta de US$ 250 mil não leve à prisão dos responsáveis, fará com que os cibercriminosos por trás do Conficker pensem melhor antes de ativar a poderosa botnet (rede de computadores infectados controladas remotamente) que formaram.

Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/interna/ ... virus.html