•  
     

Menino e devorado por jacaré de 5m!

Várias pessoas, aproveitando o forte calor deste domingo, 07/02, estavam tomando banho no igarapé do Primeiro, no bairro Triângulo em Guajará Mirim cidade que faz fronteira com a Bolívia. No auge da diversão dos banhistas, uma tragédia. Um jacaré de aproximadamente 5 metros surge no meio das águas e agarra com suas mandíbulas uma criança de 11 anos, identificada como sendo Gigliane do Nascimento Bira, que lá estava em companhia de um irmão de 16 anos.

O animal se aproximou sem que ninguém percebesse e após agarrar a menina desapareceu nas águas. Apesar da presença de outras pessoas no local, ninguém pôde fazer nada.

Um pescador que no momento estava nas proximidades disse, aos policiais militares e a equipe dos bombeiros, que ainda chegou a ver a fera com a menina na boca, mas logo desapareceu.

Desde o momento do triste fato, a polícia ambiental, corpo de bombeiros, polícia militar e pessoas da comunidade passaram a procurar o animal e o corpo da vitima, que era moradora do bairro Triângulo.

Durante toda a tarde, até as primeiras horas da noite, equipes do Corpo Bombeiros, utilizando equipamentos especiais, realizaram mergulhos no local.

Segundo a corporação, o ataque ocorreu por volta das 13h30 e, próximo às 21h, após esgotadas as tentativas de capturar o animal, a Polícia Ambiental abateu o jacaré para recuperar o corpo da jovem.
Imagem
Após sete horas e meia de intenso trabalho de buscas, por volta das 19:30 horas, o jacaré emergiu com a criança ainda na boca, a cerca de 100 metros do local onde havia acontecido o ataque.

Uma das pessoas que estavam compondo a equipe de buscas, abateu o animal, com oito tiros de espingarda, calibre 12. O animal foi morto ainda com a criança na boca.


A criança foi levada ao necrotério do Hospital Regional para Necropsia e o jacaré abatido foi conduzido para sede da polícia ambiental.





By: Kabal!!!!
Última edição por Kabalzinhow em 09 fev 2010 10:43, editado 1 vez no total.
 
oO fikei de cara o.o
 
aff o vídeo foi removido --.