•  
     

Menino de 7 anos é proibido de rir por risco de ataque cardí

Bradley Burhouse e sua mãe, Toni Burhouse (Foto: Reprodução / Daily Mail)
Um inglês de 7 anos foi proibido de dar risada por conta do risco de um ataque cardíaco fatal. Bradley Burhouse tem frequência cardíaca alta, de 120 a 200 batimentos por minuto, duas vezes superior a de um adulto em repouso, segundo o “Daily Mail”.

O diagnóstico de taquicardia ventricular foi dado no início deste ano, após o garoto passar mal enquanto brincava. A rara condição faz com que ele possa desenvolver um ritmo cardíaco grave e levar à morte súbita mediante qualquer esforço. Então, Bradley também não pode brincar ao ar livre com seus três irmãos, nem se exercitar.

A doença, que tem como principais consequências dor no peito, tonturas e desmaios, pode ser corrigida com remédios ou cirurgia. No entanto, a operação pode ser fatal em crianças.

Exames realizados nas próximas semanas podem ser decisivos para que os médicos escolham o tratamento adequado. "É muito difícil manter um garoto de 7 anos calmo e quieto. No momento a única coisa que ele pode fazer é jogar videogame", contou Toni Burhouse, mãe do garoto, ao “Daily Mail”.
Anexos
bradley-630_181746.jpg