•  
     

Kelly Slater vence final contra Joel Parkinson no Quiksilver Pro

Show de tubos em Kirra Point na quarta-feira decisiva para fechar com chave de ouro a primeira etapa do ASP World Tour 2013 na Gold Coast, Austrália

O Quiksilver Pro Gold Coast abriu o ASP World Tour 2013 com chave de ouro na Austrália.
Os dois melhores surfistas do mundo decidiram o título em um mar clássico de tubos perfeitos em Kirra Point na quarta-feira e Kelly Slater, 41 anos, carimbou a faixa do campeão mundial Joel Parkinson, 31, para largar na frente na corrida do título da temporada. Foi a quarta vitória de Slater na Gold Coast e a 52.a da carreira do onze vezes campeão mundial. E esta foi especial, pois pela primeira vez na história desta etapa, as finais aconteceram na praia de Kirra.

Imagem

Era tudo que o próprio Slater queria quando se classificou para as semifinais na terça-feira em Snapper Rocks. O último dia foi só de tubos e os dois finalistas ganharam seus primeiros duelos da quarta-feira com notas 10. Joel Parkinson já abriu a bateria contra o taitiano Michel Bourez, 27 anos, em um tubaço para tirar sua segunda nota máxima no Quiksilver Pro 2013. E no primeiro clássico de campeões mundiais em Kirra, Slater também arrancou o seu 10, só que nos minutos finais para virar o placar contra Mick Fanning, 31.

"Foi um grande dia hoje (quarta-feira)", destacou Kelly Slater. "Eu realmente queria surfar Kirra e foi como eu pensava, muito divertido, com ótimos tubos. Achamos que o swell (ondulação) não estava na melhor direção, mas realmente ficou muito bom o mar. E fazer a final com o Joel (Parkinson) foi melhor ainda. Ele é um dos melhores surfistas do mundo atualmente e tivemos boas ondas para surfar hoje".

Na grande final, Parkinson também pegou o primeiro canudo da bateria e largou na frente com notas 8,67 e 7,83 nas duas primeiras ondas que surfou. Mas, Slater logo deu o troco e em dois tubos incríveis que valeram notas 8,73 e 9,83, confirmou o seu 52.o título em etapas do ASP World Tour. Ele participa da divisão de elite desde a sua criação em 1992, enquanto Parkinson só entrou no grupo dos melhores do mundo em 2001 e tem onze vitórias na carreira.

Imagem

O norte-americano abriu uma larga vantagem de 9,77 pontos para o australiano, que praticamente precisava de outra nota 10 para manter a primeira posição no ranking, sacramentada com o título conquistado na última etapa do ano passado, em Banzai Pipeline, no Havaí. Parkinson não desistiu, correu atrás do tubo perfeito, porém o máximo que conseguiu foi uma nota 8,80 na sua última onda.

"É bom começar na frente uma temporada", disse Kelly Slater. "Aliás, os três primeiros do ranking no ano passado, começam entre os três primeiros, eu, o Joel (Parkinson) e o Mick (Fanning). Teve o Michel (Bourez), que fez um grande evento também, mas a temporada é longa e muita coisa pode acontecer. O grupo atual é, talvez, o mais talentoso de toda a história do WCT e ainda temos nove etapas pela frente. Só sei que estou comprometido para correr o circuito todo este ano".

Imagem

O placar foi encerrado em 18,56 a 17,47 pontos e Slater faturou mais um prêmio máximo de 75 mil dólares, largando na frente no primeiro ranking do WCT 2013 com 10.000 pontos. Parkinson começa o ano em segundo lugar com 8.000 pontos, levando 30 mil dólares pelo vice-campeonato no Quiksilver Pro. O segundo desafio da temporada também acontece na Austrália, de 27 de março a 07 de abril com o Rip Curl Pro em Bells Beach.

"Quando Kirra está assim como hoje (quarta-feira), não dá nem pra sentir que é um campeonato", disse Joel Parkinson. "Foi um dia de muitos tubos e só faltou a vitória, mas foi um bom começo de ano para mim. Eu agradeço todo o apoio do público local que torceu por mim e o segundo lugar também foi um bom resultado para iniciar a temporada. Agora vamos para Bells ver como será lá".

Imagem

SEMIFINAIS - Na Gold Coast, a quarta-feira vai ficar marcada na história pelos tubos adrenalizantes de Kirra Point. Joel Parkinson abriu o dia de forma sensacional com um tubaço impressionante, perfeito, que valeu nota 10 unânime dos cinco juízes. Foi um balde de água gelada para Michel Bourez, que preferiu ficar aguardando outra onda como essa para poder derrotar o campeão mundial. Ele esperou tanto que só surfou duas ondas em toda a bateria, com Parkinson ganhando a primeira vaga na grande final por 18,17 a 15,80 pontos.

Já a semifinal entre Kelly Slater e Mick Fanning foi um verdadeiro show de surfe nos tubos de Kirra. Como em todo o campeonato, Slater conquistou mais uma vitória na fase final da bateria. Quando faltavam dez minutos para o término, entrou na briga com nota 9,37 em um belo tubo, mas na onda de trás Mick Fanning foi mais brilhante ainda e ganhou 9,93 para abrir 9,24 pontos de vantagem. Cinco minutos depois, Kelly pega um tubo fantástico, fica entocado lá dentro, sai e recebe a segunda nota 10 do dia para vencer por incríveis 19,37 a 18,60 pontos.

Imagem

BRASILEIROS - O Brasil não teve uma boa participação na etapa de abertura do ASP Tour 2013. Vice-campeão do Quiksilver Pro na final contra Taj Burrow no ano passado, o paulista Adriano de Souza não conseguiu vencer nenhuma bateria dessa vez e terminou em 25.o lugar. O mesmo aconteceu para o carioca Raoni Monteiro e o catarinense Willian Cardoso, que substituiu o contundido Miguel Pupo no sexteto brasileiro do WCT.

O fenômeno Gabriel Medina estreou com vitória, mesmo depois de machucar o tornozelo durante a bateria. Além dele, só o catarinense Alejo Muniz ganhou a sua primeira bateria do ano na divisão de elite e também passou direto para a terceira fase. E na repescagem, o único que avançou foi o novato Filipe Toledo. No entanto, os três foram barrados na terceira fase e ficaram em 13.o lugar na Gold Coast.

FINAL DO QUIKSILVER PRO GOLD COAST:
Campeão: Kelly Slater (EUA) com 18,56 pontos - US$ 75.000 e 10.000 pontos
Vice-campeão: Joel Parkinson (AUS) com 17,47 - US$ 30.000 e 8.000 pontos

SEMIFINAIS - 3.o lugar - US$ 17.500 e 6.500 pontos:
1.a: Joel Parkinson (AUS) 18.17 x 15.80 Michel Bourez (TAH)
2.a: Kelly Slater (EUA) 19.37 x 18.60 Mick Fanning (AUS)

RANKING DO ASP WORLD TOUR 2013 - Resultado do Quiksilver Pro Gold Coast:
1.o: Kelly Slater (EUA) - 10.000 pontos
2.o: Joel Parkinson (AUS) - 8.000
3.o: Mick Fanning (AUS) - 6.500
3.o: Michel Bourez (TAH) - 6.500
5.o: Taj Burrow (AUS) - 5.200
5.o: Julian Wilson (AUS) - 5.200
5.o: Bede Durbidge (AUS) - 5.200
5.o: Matt Wilkinson (AUS) - 5.200
9.o: Jeremy Flores (FRA) - 4.000
9.o: Travis Logie (AFR) - 4.000
9.o: Brett Simpson (EUA) - 4.000
9.o: Adam Melling (AUS) - 4.000
13: John John Florence (HAV) - 1.750
13: Gabriel Medina (BRA) - 1.750
13: Josh Kerr (AUS) - 1.750
13: Jordy Smith (AFR) - 1.750
13: C. J. Hobgood (EUA) - 1.750
13: Alejo Muniz (BRA) - 1.750
13: Kai Otton (AUS) - 1.750
13: Dusty Payne (HAV) - 1.750
13: Sebastian Zietz (HAV) - 1.750
13: Filipe Toledo (BRA) - 1.750
13: Nat Young (EUA) - 1.750
24: Adriano de Souza (BRA) - 500
24: Miguel Pupo (BRA) - 500
24: Raoni Monteiro (BRA) - 500
24: Willian Cardoso (BRA) - 500


@fonte: http://www.ondaon.com.br/pgn/77812/surf ... -joel-par/
 
Acho dahora esse esportee ae hem ... muito zika