•  
     

Jesus - Deus ou homem?

JESUS, O REDENTOR:
• "2CO 5:19 - Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação."

A triunidade (Deus Pai, Filho e Espírito Santo - esses três são um) sempre existiu.
Jesus, antes de se encarnar, era Deus Filho:


• "JO 8:58 - Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou."
• "JO 17:24 - Pai, aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo, para que vejam a minha glória que me deste; porque tu me amaste antes da fundação do mundo."
• "AP 22:13 - Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro."

Tudo foi criado por Ele e para Ele:
• "JO 1:1 - NO princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
JO 1:2 - Ele estava no princípio com Deus.
JO 1:3 - Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.
• "CL 1:16 - Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele."

Jesus Cristo se fez homem, no sentido mais absoluto e perfeito, para que a criatura se reconciliasse com o Criador.

O objetivo de Jesus homem:
• "2CO 5:19 - Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação."
• "1PE 3:18 - Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito;"
• "1JO 4:2 - Nisto conhecereis o Espírito de Deus: Todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus;"

Jesus Cristo realmente veio em carne (era um homem [perfeito])
• "JO 1:14 - E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade."
"E o verbo se fez carne" = E Deus Filho se fez homem.
Verbo significa "ação". Por isso que em João 1:1 afirma ser o Verbo o próprio Deus, porque Jesus executava, agia mediante a vontade de Deus:
• "JO 4:34 - Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra."
• "JO 8:28 - Disse-lhes, pois, Jesus: Quando levantardes o Filho do homem, então conhecereis quem eu sou, e que nada faço por mim mesmo; mas falo como meu Pai me ensinou."

Aqui estão afirmações que Jesus veio em forma de homem:
• "AT 2:22 - Homens israelitas, escutai estas palavras: A Jesus Nazareno, homem aprovado por Deus entre vós com maravilhas, prodígios e sinais, que Deus por ele fez no meio de vós, como vós mesmos bem sabeis;"
• "RM 8:3 - Porquanto o que era impossível à lei, visto como estava enferma pela carne, Deus, enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado, pelo pecado condenou o pecado na carne;"
• "1TM 3:16 - E, sem dúvida alguma, grande é o mistério da piedade: Deus se manifestou em carne, foi justificado no Espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo, recebido acima na glória."

Jesus veio para servir e não para ser servido (era servo e não Senhor):
• "MT 20:28 - Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos."

O que se nos defronta no Novo Testamento, em toda a maravilha de Sua perfeição, é uma verdadeira vida humana que ao mesmo tempo é a vida humana verdadeira. Não é nenhuma imagem de homem, nem arcanjo ou semideus, representando no palco deste mundo o papel do homem. Não se fez anjo, mas homem, um autêntico descendente de Abraão:
• "HB 2:16 - Porque, na verdade, ele não tomou os anjos, mas tomou a descendência de Abraão."

Jesus teve mãe humana, cresceu e desenvolveu-se normalmente, como menino, pela adolescência e a maturidade. Teve a experiência das emoções e dos sentimentos comuns a todos os homens: amor, tristeza, indignação, compaixão. Foi tentado em todas as cousas, à nossa semelhança, mas sem pecado:
• "HB 4:15 - Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado."

A calúnia maldosa e ridícula, segundo a qual Jesus era "glutão e bebedor de vinho." (Mt 11:19), é um valioso testemunho do fato de que em todas as cousas se tornou semelhante aos irmãos:
• "HB 2:17 - Por isso convinha que em tudo fosse semelhante aos irmãos, para ser misericordioso e fiel sumo sacerdote naquilo que é de Deus, para expiar os pecados do povo."
• "FP 2:5 - De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus,
FP 2:6 - Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus,
FP 2:7 - Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;
FP 2:8 - E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.
FP 2:9 - Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome;
FP 2:10 - Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra,
FP 2:11 - E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o SENHOR, para glória de Deus Pai."
• "HB 2:14 - E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo;"

Não só comeu e bebeu, como um ser humano: conheceu também a fome, a sede e o cansaço:
• "MT 4:2 - E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome;"
• "MT 8:24 - E eis que no mar se levantou uma tempestade, tão grande que o barco era coberto pelas ondas; ele, porém, estava dormindo."
• "LC 22:44 - E, posto em agonia, orava mais intensamente. E o seu suor tornou-se em grandes gotas de sangue, que corriam até ao chão."
• "LC 24:39 - Vede as minhas mãos e os meus pés, que sou eu mesmo; apalpai-me e vede, pois um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho."
• "JO 4:6 - E estava ali a fonte de Jacó. Jesus, pois, cansado do caminho, assentou-se assim junto da fonte. Era isto quase à hora sexta."
• "JO 19:28 - Depois, sabendo Jesus que já todas as coisas estavam terminadas, para que a Escritura se cumprisse, disse: Tenho sede."

Contemplamos Sua bravura, Sua severidade, Sua ternura; vemo-lo curando e ensinando as multidões de ovelhas sem pastor, compadecendo-se das fraquezas dos homens, Ele próprio, "homem de dores e que sabe o que é padecer." Sua Humanidade foi a mais elevada e a mais santa que este mundo jamais viu ou possa ver. E por fim. sendo nós o que somos, foi pregado no madeiro para morrer em companhia de criminosos, vítima inocente do fanatismo, do medo, do ódio ciumento, do oportunismo político e do assassinato legalizado. Foi crucificado, morto e sepultado: Cristo Jesus, Homem. (1 Tm 2:5).

Agora, depois de Sua Ascensão, Jesus Cristo é o próprio Deus Filho

• "JO 13:1 - ORA, antes da festa da páscoa, sabendo Jesus que já era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, como havia amado os seus, que estavam no mundo, amou-os até o fim."
• "1CO 15:50 - E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção.
1CO 15:51 - Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;
1CO 15:52 - Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.
1CO 15:53 - Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade."

Vemos acima que a carne e o sangue não pode herdar o Reino de Deus. Todos serão transformados. Assim também Jesus, ao subir ao céu, foi revestido de incorruptibilidade, isto é, transformou a carne em espírito. O Reino de Deus é espiritual e não físico. Para alguém habitar num Reino Espiritual tem que ser transformado em espírito, e, a partir do momento desta transformação, não seremos mais humanos, e sim, espíritos (que é incorruptível).

Agora veremos que Jesus, quando estava em carne, era um pouco menor do que os anjos, assim como nós, humanos, somos.
• "HB 2:7 - Tu o fizeste um pouco menor do que os anjos, De glória e de honra o coroaste, E o constituíste sobre as obras de tuas mãos;
HB 2:8 - Todas as coisas lhe sujeitaste debaixo dos pés. Ora, visto que lhe sujeitou todas as coisas, nada deixou que lhe não esteja sujeito. Mas agora ainda não vemos que todas as coisas lhe estejam sujeitas.
HB 2:9 - Vemos, porém, coroado de glória e de honra aquele Jesus que fora feito um pouco menor do que os anjos, por causa da paixão da morte, para que, pela graça de Deus, provasse a morte por todos.
HB 2:10 - Porque convinha que aquele, para quem são todas as coisas, e mediante quem tudo existe, trazendo muitos filhos à glória, consagrasse pelas aflições o príncipe da salvação deles."

Mas, depois de Sua Ascensão, foi elevado à forma de Deus, como no princípio, tanto mais excelente do que os anjos:
• "HB 1:3 - O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas;
HB 1:4 - Feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente nome do que eles."

A doutrina cristã da Encarnação

• "JO 3:13 - Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu."
Resumindo a doutrina cristã da Encarnação, usaremos este verso acima para fazer esta definição: O Senhor Jesus Cristo era Deus, se fez homem, e voltou a ser Deus, ou seja, Jesus "Deus, homem, Deus".

O profeta Daniel teve uma visão do Senhor Jesus em forma de Deus, antes DELE se encarnar
João teve uma visão semelhante do Senhor Jesus em forma de Deus, depois DELE ter se encarnado:

A visão do profeta Daniel:
• "DN 10:4 - E no dia vinte e quatro do primeiro mês eu estava à borda do grande rio Hidequel;
DN 10:5 - E levantei os meus olhos, e olhei, e eis um homem vestido de linho, e os seus lombos cingidos com ouro fino de Ufaz;
DN 10:6 - E o seu corpo era como berilo, e o seu rosto parecia um relâmpago, e os seus olhos como tochas de fogo, e os seus braços e os seus pés brilhavam como bronze polido; e a voz das suas palavras era como a voz de uma multidão.
DN 10:7 - E só eu, Daniel, tive aquela visão. Os homens que estavam comigo não a viram; contudo caiu sobre eles um grande temor, e fugiram, escondendo-se.
DN 10:8 - Fiquei, pois, eu só, a contemplar esta grande visão, e não ficou força em mim; transmudou-se o meu semblante em corrupção, e não tive força alguma.
DN 10:9 - Contudo ouvi a voz das suas palavras; e, ouvindo o som das suas palavras, eu caí sobre o meu rosto num profundo sono, com o meu rosto em terra."

A visão de João:
• "AP 1:13 - E no meio dos sete castiçais um semelhante ao Filho do homem, vestido até aos pés de uma roupa comprida, e cingido pelos peitos com um cinto de ouro.
AP 1:14 - E a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve, e os seus olhos como chama de fogo;
AP 1:15 - E os seus pés, semelhantes a latão reluzente, como se tivessem sido refinados numa fornalha, e a sua voz como a voz de muitas águas.
AP 1:16 - E ele tinha na sua destra sete estrelas; e da sua boca saía uma aguda espada de dois fios; e o seu rosto era como o sol, quando na sua força resplandece.
AP 1:17 - E eu, quando vi, caí a seus pés como morto; e ele pôs sobre mim a sua destra, dizendo-me: Não temas; Eu sou o primeiro e o último;
AP 1:18 - E o que vivo e fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre. Amém. E tenho as chaves da morte e do inferno.
AP 1:19 - Escreve as coisas que tens visto, e as que são, e as que depois destas hão de acontecer;
AP 1:20 - O mistério das sete estrelas, que viste na minha destra, e dos sete castiçais de ouro. As sete estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete castiçais, que viste, são as sete igrejas."

Fonte: http://www.geocities.com/paris/boutique ... susenc.htm
 
leandro vc se superou dessa vez cara suas colocação foi encrivel, bem clara pra todos os quer ver esta postagem, quer DEUS comtinui sempre assim colocando a verdade sem omitir nenhuma delas
 
saulo-moises Escreveu:leandro vc se superou dessa vez cara suas colocação foi encrivel, bem clara pra todos os quer ver esta postagem, quer DEUS comtinui sempre assim colocando a verdade sem omitir nenhuma delas

conserteza ;)
 
Jesus possuia as duas naturezas,e elas eram necessárias para que a redenção através de seu sacrifício como vítima imolada tivesse valor.Segundo as escrituras todo aquele que tentar separar estas duas naturezas do filho de Deus é considerado anticristo.Note-se que Jesus chamava a Javé de pai,mas chamava a si próprio filho do homem.