•  
     

Internet brasileira não está pronta para aplicações do futur

Pesquisa conduzida pelas universidades de Oxford e de Oviedo determinou que apenas nove países possuem internet banda larga capaz de suportar as aplicações voltadas para web que serão desenvolvidas nos próximos anos.

A banda larga de 66 países ao redor do mundo foi pesquisada, de modo a dividir esses países em quatro grupos, de acordo com a capacidade de transmissão de dados. Sem nos causar qualquer surpresa, o Brasil está muito mal posicionado: ele se enquadra no grupo de países “abaixo das necessidades atuais”. Isso significa que a nossa banda larga mal está preparada para as aplicações web que já existem, como compartilhamento de fotos e reprodução de vídeos.

No seleto time de nações que já estão prontas para as tecnologias do futuro estão países como Japão, Coreia do Sul e Dinamarca. A internet americana foi classificada como “confortável para hoje”, junto a França, Alemanha, e Noruega. A maioria dos países europeus entrou nessa classificação.

Singapura, Austrália e Canadá, entre outras nações, ficam na terceira classificação, dos países cuja conexão é suficiente para as aplicações atuais.

A lanterna da internet mundial contempla a maioria dos países. Além do Brasil, estão China, Argentina, México e Colômbia, entre outros.

Por incrível que possa parecer, a média de download da internet global é de 4,75Mbps, enquanto que a média de upload é de incrível 1,3Mbps. Tenho a impressão de que o Brasil ainda está bem longe dessa média…

Fonte: Neowin/BBC