•  
     

Integração de GCM e PM em SP vai custar R$ 19 milhões

Nova central de comunicações prevê canal exclusivo por meio do 153.
Sistema possibilitará 26 atendimentos simultâneos a partir de maio.
A Guarda Civil Metropolitana de São Paulo ganhará, a partir de maio de 2009, uma central de comunicações semelhante à da Polícia Militar do estado. O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), autorizou no dia 23 a assinatura do contrato entre a Coordenadoria de Segurança Urbana e a empresa vencedora da licitação, para fazer a instalação do sistema de comunicação.
Ao custo de R$ 18,9 milhões, a central de comunicação permitirá a unificação das unidades da GCM, bem como a integração com a central da Polícia Militar. O novo sistema de comunicação por voz e dados terá dois mil terminais de rádio, central de monitoramento com 234 câmeras e serviço telefônico, com possibilidade de 26 atendimentos simultâneos.
O objetivo é centralizar a comunicação da GCM, nos moldes do que ocorre com a Polícia Militar do Estado de São Paulo. A Central de Operações da Polícia Militar (Copom) utiliza a mais moderna tecnologia para telecomunicação digital. A GCM será a primeira guarda municipal do Brasil a ter esse tipo de tecnologia para segurança.

“A partir de agora a Guarda Civil Metropolitana trabalhará com mais equipamentos, com nova tecnologia e integrada com a Polícia Militar, para dar mais agilidade às ações de segurança na cidade”, disse Kassab, destacando que pelo telefone 153 a população terá um canal melhorado para acesso à segurança.

O convênio da GCM com a PM prevê, ainda, o compartilhamento dos sites para colocação das antenas de sinal de rádio, a integração entre as centrais de telecomunicação, o uso conjunto do Programa SIOM 3 Corporativo da PM e o compartilhamento das imagens captadas pelo vídeo-monitoramento de ambas centrais.

De acordo com a Secretaria do Gabinete de Segurança Urbana, o serviço deverá recepcionar também as chamadas direcionadas para o atendimento de assistência social, Defesa Civil, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e até algumas ações do serviço funerário do município.

Segundo a Prefeitura, o 153 tem, a exemplo do 190, o objetivo de receber as denúncias e solicitações que são de atribuição da Guarda Civil. A GCM atende, entre outros, casos de pichações, problemas nos parques, escolas, comércio e ambulantes.

Esta é a conclusão de mais uma etapa do convênio firmado com o Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Segurança Pública, em março de 2006, para a implantação da Central de Telecomunicações da GCM e a integração da comunicação com a PM.
Fonte: G1
 
:S