•  
     

Insetos mecânicos “voam” com asas impressas

Insetos mecânicos “voam” com asas impressas

As impressoras 3D são capazes de imprimir objetos de metal, vidro, plástico, e até açúcar e batatas amassadas. E agora, estão sendo usadas para imprimir as delicadas e translúcidas asas de insetos mecânicos.

Os especialistas em robótica Charles Richter e Hod Lipson, juntamente com colegas da Universidade de Cornell, fizeram progressos recentes utilizando a tecnologia de impressão 3D para desenvolver uma pequena aeronave com asas, ou ornitóptero, que pesa apenas 3,89 gramas e pode pairar no ar por 85 segundos, o modelo “voador” mais leve e com “voo” de maior duração fabricado até agora. Os resultados da experiência foram publicados na última edição da revista Artificial Life.

Segundo o artigo, esses avanços ajudarão os cientistas a entender princípios mecânicos essenciais para o controle e o voo de insetos mecânicos. Esse conhecimento poderia levar ao desenvolvimento de microveículos aéreos de baixo consumo, que executam tarefas como mapeamento, vigilância e operações de busca e resgate.

No passado, a equipe enfrentou dificuldades para experimentar a aerodinâmica do ornitóptero em sua totalidade devido a desafios técnicos. Por exemplo, as baterias disponíveis há até pouco tempo eram pesadas demais e não tinham potência suficiente para manter a pequena aeronave no ar. A equipe então as substituiu por baterias à base de lítio, menores e mais leves.

Além disso, fabricar as asas era um processo delicado e demorado, que levava dias para ser concluído, e os projetos anteriores exigiam uma dobradiça de montagem complexa na barra central de suporte das asas.

Ao recorrer à impressão 3D, os pesquisadores conseguiram produzir as asas – feitas de um finíssimo filme de poliéster esticado sobre uma estrutura de fibra de carbono – e todos os componentes completos em questão de minutos.

"Superar essa barreira à experimentação permitirá um estudo abrangente da decolagem para uma grande variedade de formatos de asa, incluindo as que imitam asas de insetos de verdade”, escreveram os autores.




FONTE : http://tqvc.blogspot.com/2011/05/inseto ... -asas.html
 
eita