•  
     

Imbatível, barco dos Emirados Árabes vence segunda corrida d

A imbatível dupla dos Emirados Árabes, formada por Arif Al Zafeen e Nadir Bin Hendi, não permitiu surpresas na segunda corrida do Mundial de Motonáutica Classe 1 Brasil, realizada neste domingo, na Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro. Embora o público estivesse torcendo por disputas acirradas pelo lugar mais alto do pódio na estreia da competição na América do Sul, os atuais campeões mundiais da categoria, conhecida como a Fórmula 1 dos mares, aceleraram fundo e venceram novamente a disputa. Na corrida de sábado, eles já haviam terminado em primeiro.

Imagem

Os Emirados Árabes garantiram outra dobradinha. A segunda dupla do país, formada por Abdullah Al Mehairbi e Mohammed Al Marri, terminou novamente em segundo lugar. Os italianos Guido Cappellini e Giampaolo Montavoci, que representa a equipe espanhola Duemme Foresti & Suardi, completaram o pódio.

Com a vitória na corrida de sábado, o barco Fazza 3 garantiu a pole no grid de largada deste domingo. Se no dia anterior Zafeen e Hendi já estavam se sentindo em casa no circuito brasileiro, na segunda disputa pareciam dominar cada curva dele. Liderando a prova do início ao fim com tranquilidade, eles garantiram a vitória ao completar as 18 voltas em 47m16s14.



- Foi um ótimo trabalho de equipe. Eu tenho o melhor piloto ao meu lado, e nós temos um fantástico barco e um fantástico time. Isso é que faz a gente vencer as corridas - disse Nadir Bin Hendi.



Apesar da calmaria na ponta, a disputa pelas outras posições foi emocionante. O Fazza 1, também dos Emirados Árabes, e o Duemme Foresti & Suardi, da Espanha, se alternaram na segunda colocação. Já o barco norueguês Welmax 90, terceiro no sábado, teve problemas logo no ínico e abandonou a prova.



Com mais uma vitória, o Fazza 3 abre vantagem no Circuito Mundial, com 40 pontos conquistados. A segunda dupla dos Emirados Árabes soma agora 30 pontos, enquanto a dupla da Espanha aparece com 21.

Após a estreia na América do Sul, o Circuito Mundial passará pela Noruega, Suécia, Romênia, Itália, Abu-Dhabi e Dubai. O Brasil ainda não conta com nenhum representante na competição.