•  
     

HP lança Tela Sensível ao Toque

E é um centro de entretenimento doméstico. Tipo, ele é lindo, perfeito para você colocar no meio da sala de estar e usar como som, mural de fotos/notas e tudo mais. Ele vem com uma configuração bacana, com processador Intel Core2Duo T5850, 4 GB de RAM, 500GB de HD, 5 portas USB 2.0, leitor de cartão de memória 5 em 1, sintonizador de TV em alta definição, leitor/gravador de DVD (sem blu-ray,) e a tela sensível de 22¿ (1680×1050).

hp.jpg
hp.jpg (21.1 KiB) Visto 141 vezes


A pergunta: existe uma revolução de interface no Touchsmart? Resposta: não. Se você quer controlar tudo via touchscreen em um computador, infelizmente vai ter que esperar mais um tempo até rolar uma interface melhor. Mas se você quer um computador para se divertir (e não trabalhar, absolutamente), ele pode ser uma boa opção.

O grande diferencial dele é o software Touschsmart, que foi elaborado especialmente para ser usado com a tela de toque sensível. Ele tem ícones grandes e barras de rolagem perfeitas para os dedos. Logo na primeira tela, você encontra vários aplicativos em uma barra que _____ para os lados, igualzinho ao iPhone.

Tem, por exemplo, Mah Jong, Paciência Spider, players de música e vídeo, browser de fotos, editores de notas, browser e mais vários cacarecos, que são realmente divertidos para brincar. Você pode, por exemplo, deixar uma nota para outra pessoa da sua casa com desenhos feitos à mão, ou um vídeo explicando para o seu avô como se faz para mandar uma mensagem SMS em caso de acidentes.

Esse tipo de coisa, embora possa ser feita em um PC normal, fica muito mais divertida quando é feito com as mãos. Ponto para HP por ter conseguido sacar isso e ter executado muito bem neste software.

Mas os problemas começam no momento em que você volta para a Terra e começa a usar o Window Vista com as mãos. É simplesmente impossível. Os botões são pequenos demais para serem clicados com o dedo e mesmo navegar em muitos sites é um grande desespero. Tentar ler os feeds no Google Reader, por exemplo, é impossível.

O espaço para se clicar é muito pequeno, porque foi criado para o apontador do mouse, assim como todo o resto do Vista. Nessas horas, usar o mouse é fundamental para você não ter um ataque de fúria ao errar um link 10 vezes seguidas. E mesmo tendo vários modos de input de letras na tela (você pode abrir um teclado virtual ou o reconhecimento de escrita), o teclado é definitivamente a melhor opção para escrever. Aliás, ele é muito bonito, bem fino e estiloso, além de ter teclas gostosas de digitar. Tanto ele quanto o mouse são wireless, portanto daria usar os dois longe do computador (se a tela fosse maior).

O design do Touchsmart é bem matador. Como em um Mac, a torre é embutida no monitor, tudo com um acabamento black piano fera. A única parte que não combina direito com o resto do design são os pezinhos de plástico, que não dão segurança. Eles parecem ser frágeis demais, então não é muito recomendável arrastar o computador, mesmo que seja só para ajeitar o ângulo de visão.

No final das contas, o HP Touchsmart é um bom computador com preço alto (R$ 6,5 mil). Você pode conseguir um PC com uma configuração parecida por um preço bem menor, ou até mesmo um Mac bala. Só que nenhum dos dois terá uma tela sensível.

Mas como já foi dito, não é aqueeeeela revolução de interface. Então não é um computador que funcione para uso prolongado, e sim um segundo desktop que você deixa na sala ou na cozinha. Fica muito mais divertido mostrar para as visitas as fotos de sua última viagem pelo nordeste nessa tela do que em um álbum. Se você tem essa grana sobrando e quer um PC diferente, o Touchsmart pode encaixar certinho na mesa de centro da sua sala de estar.






Fonte: http://www.ajudacomputador.org/internet ... -ao-toque/