•  
     

Homens são as maiores vítimas de balas perdidas no Rio de Ja

Rio de Janeiro - Os homens foram as maiores vítimas de “balas perdidas” no ano de 2008, no estado do Rio de Janeiro, segundo pesquisa divulgada hoje (20), pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), órgão do governo do estadual.

O Relatório Temático Bala Perdida revela que 236 pessoas foram atingidas entre janeiro e dezembro, com 16 mortes. O levantamento mostra que a maioria dos casos ocorreu na capital fluminense, em especial na zona norte da cidade.

Do total de homicídios dolosos no estado, as “balas perdidas” representam 0,4%. Os homens estão entre a maioria das vítimas (62,5%). Os adultos entre 30 e 59 anos somam 31,3% dos mortos e os adolescentes entre 12 e 17 anos, 18,8%.

Entre os que sobreviveram aos incidentes, os homens também estão em maior número, reapresentando 80,9%. A maioria (44,5%) tinha entre 18 e 29 anos. Os adultos representam 26,8% da amostra de feridos.

As áreas com maior incidência de “balas perdidas” nos três anos pesquisados estão localizadas na zona norte da cidade. Compreende os bairros de Benfica, Bonsucesso, Higienópolis, Manguinhos, da comunidade da Maré e de Ramos.

O relatório também relacionou o local onde estavam as vítimas no momento em que foram atingidas com as ocorrências policiais e ações dos criminosos. De acordo com a pesquisa, 6,3% das mortes causadas por balas perdidas, as pessoas atingidas estavam perto de alguma operação policial ou de ações de criminosos. Mas, na maioria dos casos, 75%, nenhum evento foi relatado.

Fonte: http://www.agenciabrasil.gov.br/noticia ... 73769/view