•  
     

Gastronomia de Leonardo da Vinci é apresentada no teatro

Além de gênio na pintura, o italiano Leonardo da Vinci também tinha talento na cozinha. É o que mostra o espetáculo “A insólita cozinha de Leonardo da Vinci”, do Teatro Del Contrajuego - uma das mais importantes companhias da Venezuela. O espetáculo acontece a partir desta quinta-feira (19) até domingo (22).

Santa Ceia pintada por Leonardo da Vinci.jpg
Santa Ceia pintada por Leonardo da Vinci


Dirigido por Orlando Rocha, a peça tem texto e interpretação de Ricardo Nortier, ator brasileiro que está há 11 anos com a companhia. Para escrever a peça, ele se baseou em notas de culinária, que são atribuídas na Europa a Da Vinci. Há cerca de cinco anos foi publicado no Brasil, pela editora Record, o livro ” Os cadernos da Cozinha por Leonardo Da Vinci”, no qual estão presentes as receitas. Além de notações sobre culinária, a peça também leva o público a conhecer os utensílios de cozinha que foram, comprovadamente, inventados pelo maior gênio da história mundial.

“A idéia de escrever A Insólita Cozinha de Leonardo Da Vinci surgiu quando entrei em contato com o quadro Monalisa, no Museu do Louvre. Alguns meses depois, fui presenteado com um livro onde constavam as supostas receitas de cozinha, que, de acordo com o círculo gastronômico da Itália, poderia ter pertencido ao próprio Leonardo. O material era tão estranho e divertido que foi o ponto de partida para a criação do texto original”, conta o ator e autor da peça Ricardo Nortier.

A trama da peça é narrada a partir da morte do mestre renascentista. Uma suposta herança que ele deixou para a humanidade seria revelada no final do espetáculo e a cozinha seria considerada, dentro da peça, como mais importante que a própria pintura e as invenções do gênio italiano. Esses três elementos: a morte do artista, a herança deixada e as receitas são utilizados para criar a estrutura do texto, manter a tensão dramática, ser a base para as informações didáticas e artísticas e provocar um jogo cênico contemporâneo com o espectador.

Sinopse
“A Insólita Cozinha de Leonardo da Vinci” conta a historia do famoso pintor e inventor Italiano. Sua inquietude esteve toda a vida dividida entre a sua pintura e a sua maior paixão: a gastronomia. Seu maior desejo era inovar a comida da época e para isto não media esforços construindo enormes aparelhos que supostamente serviriam para criar a “Cozinha ideal”. A ação dramática é levada pelo personagem Francesco Melzi, discípulo do pintor, que termina de chegar do enterro de Leonardo da Vinci, trazendo consigo a herança que lhe corresponde: os apontamentos de uma cozinha ideal e a misteriosa e inseparável arca de Leonardo. Melzi nos conta de forma humorística e irônica as tentativas de Leonardo para por em prática seus fabulosos inventos e seus pratos exóticos. Num vai e vem entre a pintura e a cozinha, a peça nos proporciona, com humor refinado e irreverente, uma viagem ao Renascimento Italiano e seus costumes, tanto na maravilhosa pintura como na exótica comida da época.

Diálogo de contradições, humor e drama, que nos permite entrar no mundo misterioso e ao mesmo tempo quotidiano de um dos grandes mestres da arte universal.

Fonte: http://catracalivre.folha.uol.com.br/20 ... no-teatro/