•  
     

Franceses expulsos acusam PF de arbitrariedade

Franceses expulsos acusam PF de arbitrariedade

Europeus dizem que policial os deportou porque 'amigo havia sido expulso da França'.
Segundo PF, turistas não teriam reserva em hotel e quantia que portavam seria insuficiente.

A Polícia Federal explicou nesta sexta-feira (4) por que barrou dois franceses que tentaram entrar no Brasil no dia 18 de junho. Segundo a PF, os turistas não apresentaram cartões de crédito e tinham apenas 400 euros em dinheiro para passar três semanas no país, quantia que, para os agentes federais, não satisfaz a exigência do consulado brasileiro na França. Além disso, os franceses não teriam reserva em hotel.

Os turistas, entretanto, haviam dito ao jornal francês "Libération" que foram deportados sem justificativa plausível. Um policial federal brasileiro teria argumentado que os mandaria de volta porque "um amigo brasileiro havia sido expulso da França e, por isso, os dois não seriam bem-vindos no Brasil".

A dupla disse ainda que foram impedidos de fazer ligações. A PF nega a versão, alegando que ambos portavam celulares, que não foram apreendidos e, além disso, que havia orelhões no local onde ficaram aguardando pelo vôo de retorno.

Ainda segundo a PF, os dois franceses foram desrespeitosos com os funcionários da companhia aérea que os levaria de volta à França.


Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Rio/0,,MUL ... 06,00.html