•  
     

Fiscais apreendem quase meia tonelada de carne de animais si

Caça era comercial, e carne seria vendida no Acre e Amazonas.
Pacas, antas, jabutis e porcos-do-mato foram capturados por caçadores.


Cerca de 420 quilos de carne de paca, anta e porco-do-mato foram apreendidos em operações do Ibama realizadas na semana passada no sul do Amazonas, nas cidades de Guajará e Ipixuna. Além dos peças de animais silvestres, os fiscais também encontraram 15 jabutis vivos, 25 ovos de tracajá, duas peles de porco-do-mato e cinco espingardas.

Carne apreendida foi doada para entidades filantrópicas..jpg
Carne apreendida foi doada para entidades filantrópicas.


Segundo Adalberto Dourado, técnico ambiental que participou das operações, a caça era comercial, e a carne seria vendida em Guajará e Cruzeiro do Sul (AC). “Até pela quantidade [apreendida], não era para consumo próprio. Uma das pessoas que foram pegas contratou outra por R$ 50 para trabalhar por 15 dias [na caça]. É um autêntico traficante de carne de animais silvestres”, afirma.

Duas pessoas foram presas, mas vários outros caçadores fugiram dos fiscais, abandonando equipamentos e carne na floresta.

Caça com cachorros

A carne de caça é muito apreciada na região, inclusive nas cidades, informa Dourado. Ele conta que o Ibama não age quando a quantidade é pequena e os animais são mortos para sustento das famílias. “O que a gente coíbe é a comercialização e a caçada com cachorros. Quando o cachorro é bom, acaba com a caça, e quando é ruim, espanta os animais da região”, explica.

A carne apreendida na operação do Ibama foi doada entidades filantrópicas de Cruzeiro do Sul. Os jabutis vivos foram devolvidos à natureza.

Se você vive ou viajou para a Amazônia e tem denúncias ou ideias para melhorar a proteção da floresta, entre em contato com o Globo Amazônia pelo e-mail [email protected] . Não se esqueça de colocar seu nome, e-mail, telefone e, se possível fotos ou vídeos.

Fonte: http://www.globoamazonia.com/Amazonia/0 ... NO+AM.html