•  
     

Fantasias Sexuais

anapsi escreveu " São desejos ou impulsos exteriorizados inicialmente através da imaginação onde muita coisa é permitida e pouquíssima censura faz parte desse enredo, sendo possível saborear várias situações sexuais além da fronteira da realidade.

Algumas até não poderiam passar pelas fronteiras da imaginação, pois seria quase um absurdo e um abuso colocá-las em prática. Quem sabe a medida normalmente é o dono de tal fantasia e o senso crítico consigo e com o outro em experimentar tal alternativa.

Assim, muitas delas são transformadas em realidade e outras tantas servem de estimulo para o relacionamento _____ ou porque a relação está morna ou porque se tem vontade de incrementar um pouquinho mais.

Dessa forma, sua função principal nada mais é do que permitir que certos desejos sexuais de difícil satisfação para a realidade, possam se satisfeitos, funcionando como substitutos da experiência real, além de ajudar a focalizar o próprio corpo e as sensações apurando a conhecimento _____. Também tem papel no aumento do prazer na atividade _____, sendo uma forma segura de provar o sexo sem culpa.

Muitas das fantasias são ousadas do jeito que são, pois ignora os limites que ela encontraria do outro lado de qualquer cabeça: a AIDS e seu risco, a mulher do melhor amigo, normas, moral, censuras... Tudo isso vai pro espaço!

Por isso mesmo, talvez seja tão perigoso e arriscado colocar todas as fantasias em prática. Querer nem sempre é poder e às vezes mais saudável é quem percebe essa barreira e não se machuca ultrapassando os limites do que acha que seja válido. Mas a identificação entre aquilo que pode ser posto em prática e o que deve permanecer no terreno da fantasia só pode acontecer quando a pessoa possui uma boa condição de noção de si, sobre o parceiro (a) e os limites do relacionamento _____ e afetivo

Ou seja, pense antes de agir. Use o senso crítico e avalie as conseqüências. Caso surjam sinais de alerta, contenha-se, pois pode ser melhor que a fantasia continue no imaginário. Se o sinal estiver verde, pode seguir em frente e libere-se para por em prática o que antes fazia parte do virtual.

A fantasia não é algo errado ou anormal, desde que não coaja um dos parceiros. Elas são normais e saudáveis entre o casal e capazes de fortalecer o relacionamento, sustentando a cumplicidade e intimidade. Além disso, ela é capaz de suavizar a ansiedade, aumentar a auto-estima, além de autorizar emoções e percepções reprimidas e atacar a rotina. O perigo não se encontra na fantasia, mas na vergonha e medo que podem acompanhá-la. Sentimento negativo não combina com sexualidade plena. Se for apropriada para ambos, a fantasia serve para estimular, divertir e educar sobre as preferências e revitalizar o sexo.

Admita a criação sem se prender na autocensura. Dessa forma, se permitindo, torna-se mais simples entender a fantasia do parceiro. Sabendo que as fantasias expressam desejo e vontade, elas não têm alcance, elas são uma mensagem que merece ser decifrada.
Vale ressaltar que na fantasia, muitas das vezes, deseja-se o afeto representado, simbolizando, também, a pretensão em obter o resultado proporcionado. Ainda assim, o medo da interpretação errada pelo parceiro e a educação repressora, limitam a imaginação e o desejo, levando para a cama no lugar da fantasia um juiz que condena o depravado e procura o aceitável. Grande parte da vida é racional e previsível. Talvez por isso, o ato de ‘alimentar fantasias’ seja considerado impróprio, já que se desvia dos esteriótipos.


Fantasia _____ e Internet
A busca por sites eróticos é uma crescente . A Internet democratizou o sexo na possibilidade em apertar determinadas teclas e se encontrar com um mundo sem censuras. A segurança do anonimato funciona oferecendo mais emoção à vida _____ de todas as idades. A fronteira de tal comportamento, entre o saudável e o vício, é tênue. O que caracteriza o vício é a falta de relacionamento com outras pessoas, utilizando somente a fantasia virtual como forma de desejo e prazer. Normalmente, revelam pessoas com dificuldade em se relacionar e dificuldade em se expor.

As informações contidas nesse texto possuem caráter educativo. Não se pretende substituir, de forma alguma, uma orientação médica e/ou psicológica.

Fonte: Planeta Mulher

http://www.planetadamulher.com.br/modul ... le&sid=347