•  
     

Exercite a mente com a internet

As buscas na internet podem fortalecer o cérebro de adultos e idosos à medida que envelhecem, evitando que a atividade desacelere e diminua, segundo um estudo da Universidade da Califórnia (Ucla), nos Estados Unidos, dirigido pelo pesquisador Gary Small.

navegar_nainternet.jpg
navegar_nainternet.jpg (7.55 KiB) Visto 49 vezes


Os cientistas descobriram que idosos e adultos de meia idade que navegam pela internet e buscam informação na rede ativam importantes centros de seu cérebro.Segundo Small, o autor principal do trabalho, “as buscas na internet são uma complexa atividade cerebral”, que pode ser muito benéfica.

A pesquisa teve a participação de 24 voluntários com funções neurológicas normais de 55 a 76 anos, e com situações semelhantes quanto a aspectos como idade, nível educacional e gênero, e que foram divididos em dois grupos. A metade dessas pessoas já tinha experimentado fazer buscas na internet e os outros não tinham experiência nesse assunto.

Os participantes realizaram buscas na web e tarefas de leitura de livros, enquanto eram submetidos a exames que obtinham imagens de ressonância magnética funcional (IRMf).Este tipo de exame registra mudanças sutis no circuito cerebral durante as atividades realizadas por uma pessoa e permite acompanhar a intensidade das respostas celulares no cérebro, ao medir o nível de fluxo cerebral durante as tarefas cognitivas.

Todos os que participaram do estudo mostraram uma atividade cerebral significativa durante a leitura, mostrando o uso de regiões que controlam a linguagem, a leitura, a memória e as habilidades visuais, que estão localizadas nas áreas temporal, parietal, occipital e outras regiões do cérebro.

No entanto, as buscas na internet revelaram uma grande diferença entre os dois grupos. Todos os participantes mostraram a mesma atividade cerebral durante as tarefas de leitura de livros, mas aqueles com experiência na web também registraram atividade nas áreas frontal, temporal e cingulada do cérebro, que controlam a tomada de decisões e o raciocínio complexo.“Nossa descoberta mais surpreendente foi que a busca na internet parece envolver uma maior extensão do circuito neural que não é ativada durante a leitura, mas só naqueles com experiência anterior na internet”, afirma Small.

Durante as buscas pela internet, os voluntários com experiência anterior registraram um aumento duas vezes maior na ativação cerebral em comparação a aqueles com pouca ou nenhuma experiência de navegação pela rede.

Comparando com a leitura simples, o mundo de alternativas oferecido pela internet requer que as pessoas utilizem mais regiões do cérebro quando “navegam” na web.

Os pesquisadores da Ucla descobriram que navegar e buscar informação com tecnologias informatizadas faz bem porque:



As buscas na web envolvem uma extensão do circuito neural maior que a ativada durante a leitura.
A ativação cerebral aumenta e é maior à medida em que a pessoa tem mais experiência navegando pela rede.
Decidir que link escolher para conseguir mais informações envolve importantes circuitos cognitivos.
Ativa os principais centros do cérebro que controlam a tomada de decisões e o raciocínio complexo.
Por ser uma atividade complexa, pode ajudar a exercitar, estimular e melhorar o funcionamento cerebral.

Fontes:

Yahoo! Notícias

http://dudesigner.wordpress.com/2009/03 ... -internet/