•  
     

EUA não pagaram nem um dólar pela libertação de seus cidadão

EUA não pagaram nem um dólar pela libertação de seus cidadãos: embaixador

BOGOTÁ, 4 Jul 2008 (AFP) - O governo dos Estados Unidos não pagou "nem um dólar, nem um peso, nem um euro" pela libertação de 15 reféns da guerrilha das Farc, entre eles três cidadãos desse país, disse nesta sexta-feira o embaixador norte-americano em Bogotá, William Brownfield.



"Quanto doamos a qualquer organização ou instituição para a libertação dos três cidadãos norte-americanos? Zero... zero, nulo. Nem um dólar, nem um peso, nem um euro. Absolutamente zero", assegurou o diplomata a jornalistas, em uma cerimônia pública em Bogotá.



Brownfield respondeu dessa forma a uma pergunta a respeito de uma versão divulgada esta sexta-feira pela rádio Suiza Romanda (RSR), segundo a qual dirigentes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) teriam recebido 20 milhões de dólares para libertar os reféns na quarta-feira.



"Na realidade os 15 reféns foram comprados a um preço considerável e depois toda a operação foi montada", indicou a rádio.



A versão foi desmentida imediatamente pelos governos de Colômbia e França. "Como comandante das Forças Militares nego que o governo da Colômbia tenha oferecido um só centavo por essa operação", disse o general colombiano Freddy Padilla.



A própria ex-refém franco-colombiana Ingrid Betancourt também negou em Paris que a operação tenha sido "uma encenação" e pediu às Farc que sejam "boas perdedoras", horas depois de chegar à França, onde permanecerá por vários dias.



"Francamente, não creio que possam me enganar facilmente. Não. Não creio que tenha sido uma encenação", afirmou Betancourt perguntada sobre a versão da RSR.




Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,M ... 02,00.html