•  
     

Em lan house, uma hora de leitura vale uma hora de internet

Projeto, que funciona no Ceará, foi finalista de prêmio de leitura.
Idéia é incentivo para que crianças e jovens tenham contato com livros.


monitora-auxiliar-criancas-a-usarem-o-computador.jpg



A criança ou o jovem quer ficar uma hora na internet? Tudo bem. Basta ler um livro antes por uma hora, ali mesmo, na Bila - Biblioteca com lan house, que funciona na comunidade de Pirambu, bairro de Fortaleza (CE).



"A idéia é incentivar a leitura. Para usar o computador, não há taxa. A pessoa só precisa ler um livro pelo tempo correspondente ao que ela quer passar na frente do computador", afirma Mauro Oliveira, professor do Centro Federal de Educação Tecnológica do Ceará (Cefet-CE) e idealizador do projeto Pirambu Digital , que deu origem à Bila.



"E a pessoa não tem nem como fingir que fez a leitura, porque, ao final, ela precisa entregar um resumo do que leu para o monitor da biblioteca", conta Oliveira. A iniciativa chamou a atenção fora do Ceará. A Bila foi um dos 15 projetos finalistas do Prêmio Vivaleitura 2008, iniciativa do Ministério da Educação, do Ministério da Educação e da Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI). A premiação ocorreu em São Paulo há duas semanas.



Segundo Oliveira, o Pirambu Digital é uma cooperativa formada em 2003 por ex-alunos do Cefet que moram na região. Hoje, eles trabalham com tecnologia de ponta e se preparam para expandir as suas atividades: em breve, terá início a Pirambu Wireless. "O interessante é que esses jovens se mantiveram no bairro, que virou um verdadeiro Vale do Silício em Fortaleza", empolga-se Oliveira.



A Bila é mantida pela Pirambu Digital. Cerca de 50 usuários são atendidos por dia. E "filiais" da Bila foram abertas em outros bairros da capital cearense. "É algo que pode ser reproduzido em diversos locais. Propus até que fosse uma política pública no Ceará", diz.

biblioteca-com-lan-house-em-fortaleza.jpg


Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Vestibular ... ERNET.html