•  
     

Em 2008, 122 empresas das Américas 'encolheram' mais de 80%,

O ano passado viu os valores de mercado das empresas das Américas "virarem pó": segundo levantamento da consultoria Economatica feito com 1.888 empresas da América Latina e dos Estados Unidos, 122 companhias registraram uma queda de valor de mercado superior a 80% em dólares.

Em dezembro de 2007, o valor de mercado dessas 122 companhias somava US$ 978,6 bilhões. Doze meses depois, o valor havia recuado para US$ 115,6 bilhões. Entre as empresas analisadas, 29 tiveram perdas superiores a 90%.

As duas maiores quedas percentuais foram verificadas nas ações da companhia do setor de publicações de páginas amarelas Idearc (-99,9%) e do banco de investimentos Lehman Brothers (-99,7%), ambas dos EUA. As duas empresas deixaram de ter seu capital negociado em bolsa.

Em valores nominais, a empresa que perdeu maior valor de mercado no ano passado foi a seguradora norte-americana AIG: em 2008, a empresa "encolheu" US$ 143,6 bilhões - ou 97,1% de queda, de US$ 147,8 bilhões para US$ 4,2 bilhões.

Brasileiras

Entre as 45 empresas brasileiras com perdas superiores a 80%, a mais castigada foi a Agrenco, que perdeu 98,3% de seu valor. No final de 2007, o valor de mercado da empresa era de US$ 836,7 milhões; já no final de 2008, era de US$ 14,5 milhões.

Na lista aparecem ainda Laep (-95,8%), MMX (-95,5%), Abyara (-94,7%), Inpar (-93,5%) e Ecodiesel (-93,4%).

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Economia_N ... QUISA.html