•  
     

Deixe sua caixa de e-mail livre dos indesejados spams

Deixe sua caixa de e-mail livre dos indesejados spams

Colunista traz dicas de serviços não-tradicionais que evitam o problema.
Entre as sugestões estão o uso de 'e-mails descartáveis' e da cópia oculta.

Se você é um usuário freqüente de e-mail, sabe que o desafio de identificar o que é spam e o que é uma mensagem legítima cria uma grande inconveniência – em alguns casos, acaba inclusive atrapalhando sua comunicação com amigos e colegas de trabalho. Para ajudá-lo, esta coluna contém sugestões de serviços anti-spam não-tradicionais e dicas para que menos e-mails não-solicitados cheguem a sua caixa de entrada.



Além do inconveniente, o spam tem uma forte ligação com o cibercrime. Em 80% dos casos, a origem dessas mensagens é um computador infectado. Spammers – como são chamados os indivíduos que enviam spam – não economizam esforços para enviar propagandas a qualquer endereço de e-mail a qual conseguirem ter acesso, mesmo quando o internauta não tem nenhum interesse em aproveitar as “ofertas” divulgadas. Até mesmo Bill Gates recebe 4 milhões de mensagens não-solicitadas por ano.



Spam dá lucro e (ainda) não é ilegal no Brasil. O motivador de tanta correspondência eletrônica não-solicitada é o dinheiro. Embora a taxa de resposta seja mínima, o custo compensa. Enquanto o envio for barato e um número suficiente de internautas interagir com spam, não há sinal de que a prática vai parar – pelo menos não sem legislação adequada.

Envio de spam é barato e visa lucro. Imagem mostra propaganda para a contratação do serviço de spammers..jpg


“Embora aplicável o Código do Consumidor nos casos de propaganda enganosa e abusiva, ainda não temos legislação específica sobre o spam”, afirma o advogado especializado em tecnologia Omar Kaminski. Segundo o especialista, mais de 15 projetos visando coibir o spam, inclusive por torpedo SMS, foram apresentados ao Congresso nos últimos cinco anos. “Nesse meio tempo os filtros melhoraram, e a tecnologia está ganhando da lei.”



Confira abaixo as dicas que podem manter essas mensagens indesejadas longe de sua caixa de e-mail.



E-mail descartável

Spammers coletam endereços de várias fontes. O cadastro em páginas de internet é uma delas. Entre os sites que exigem cadastro, uns usam o endereço de e-mail para enviar spam diretamente, enquanto outros não protegem adequadamente as informações e permitem que a lista de endereços vaze para um invasor ou funcionário mal-intencionado.

Serviços como o Mailinator ajudam a driblar os spammers, usando endereço descartável para preencher cadastros.jpg


Para impedir que seu endereço de e-mail caia nas mãos de spammers por meio de um cadastro, existem e-mails descartáveis. Um deles é o Mailinator. Ele permite que você simplesmente acesse uma caixa de e-mail @mailinator.com. No cadastro suspeito, forneça um endereço como [email protected] e depois vá ao site e espere a mensagem de confirmação chegar. Você passa na validação sem precisar revelar seu endereço de e-mail verdadeiro, que pode ser considerado muito útil para os spammers.


O Mailinator não é o único serviço do gênero. Outro exemplo é o DodgeIt, que recebeu tanto spam que precisou mudar de nome: agora, chama-se Dodgit. uma lista com outros sites semelhantes pode ser encontrada no site da Spamhelp. Há ainda extensões para o Firefox que auxiliam na obtenção desses endereços temporários.


É preciso ter cuidado ao utilizar esses serviços. Como geralmente não há registro, qualquer pessoa pode ler o e-mail enviado para aquele endereço. Alguns websites gostam de enviar a senha e o login no corpo do e-mail – se essas informações não puderem cair nas mãos de estranhos, talvez não seja uma boa idéia adotar esse serviço. Lembre-se também que é um endereço descartável: não confie nele para correspondências sérias e longas.



Disfarce

O Hivelogic Enkoder produz código ilegível que engana robôs automatizados.jpg


Mesmo que você não preencha cadastros na internet, basta colocar seu e-mail em uma página web pública para que ele seja capturado. Spammers usam robôs (crawlers) que varrem a internet, examinando cada página e garimpando endereços de e-mail. Para evitar a captura por estes programas, o melhor é simplesmente não divulgar o e-mail na web.



Ofuscar o endereço com troques como 'joao (arroba) example (ponto) com” é uma alternativa, mas nem sempre funciona. Se você está divulgando seu e-mail em seu site e possui controle total sobre o código da página, a melhor opção é usar um formulário de contato ou codificar o endereço de e-mail (com o Hivelogic Enkoder, por exemplo). Essa alternativa transforma seu endereço de e-mail em um código JavaScript, dificultando a vida dos spammers.



Cópia oculta

Semelhantes aos crawlers, alguns vírus varrem tudo o que está armazenado no disco, remexendo os arquivos para encontrar endereços eletrônicos. O prato predileto dessas pragas é o arquivo de caixa de entrada do cliente de e-mail, pois contém aquelas mensagens com dezenas de pessoas em “CC” (cópia carbono). Basta que uma das pessoas na lista de CC seja infectada para que todas as outras acabem em uma lista de spam.



Por isso, se você for enviar um e-mail para muitas pessoas, faça uma cortesia e coloque os endereços em Cópia Oculta (Cco/Bcc), a não ser que os destinatários realmente precisem dos endereços dos demais.




Filtro de spam

Outra sugestão simples e funcional é utilizar vários endereços de e-mail e manter a correspondência mais importante em uma conta separada e pouco divulgada.
Se você não pode mudar de endereço, mas consegue encaminhar mensagens, é possível usar o Gmail para “filtrar” o spam que chega em sua conta: basta encaminhar os e-mails para o Gmail, e do Gmail de volta para sua conta. Assim você pode continuar usando o mesmo endereço, mas ele será “filtrado” pelo anti-spam do Gmail (ou qualquer e-mail gratuito capaz de encaminhar a correspondência).



Essas são as dicas para evitar spams. Se você tem dúvidas sobre segurança ou sugestões de reportagens que gostaria de ler sobre o assunto, use a seção de comentários desta coluna, que está aberta. Na quarta-feira (5) eu estarei de volta, com respostas para dúvidas de leitores.



* Altieres Rohr é especialista em segurança de computadores e, nesta coluna, vai responder dúvidas, explicar conceitos e dar dicas e esclarecimentos sobre antivírus, firewalls, crimes virtuais, proteção de dados e outros. Ele criou e edita o Linha Defensiva, site e fórum de segurança que oferece um serviço gratuito de remoção de pragas digitais, entre outras atividades. Na coluna “Segurança para o PC”, o especialista também vai tirar dúvidas deixadas pelos leitores na seção de comentários.


Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia ... SPAMS.html