•  
     

Cuidados que aumentam a vida do seu Notebook

Diminua gastos com manutenção e reparo de notebooks. Com disciplina, bom senso e dicas de especialistas é possível evitar idas à assistência técnica. Os cuidados dispensados à máquina são redobrados e diferentes dos destinados a desktops.
O equipamento requer transporte adequado, o que deve ser a principal preocupação do usuário. Movimentos bruscos e quedas podem danificar o disco rígido.
Como prevenção, quando estiver desligado, carregue o laptop em mochilas ou bolsas adequadas. Os acessórios são específicos e protegem contra umidade, variações de temperatura e quedas. Se ligado, tenha cautela ao movimentá-lo, pois choques mecânicos podem comprometer as informações gravadas no disco rígido.
Atenção também para os lugares em que o notebook é utilizado. Evite praias e locais com alta concentração de poeira. Os grãos acumulam no interior da máquina e dificultam a dissipação do calor. A temperatura aumenta, o equipamento superaquece e pode queimar.

Se houver sujeira internamente o que acontece com o tempo, não use aspirador de pó comum para limpar. Procure um aparelho específico em lojas de informática.
Para limpar partes externas, como teclado, tela e touchpad (mouse), os fabricantes de notebook indicam o uso de flanela e produtos para limpeza de computador sem abrasivos na composição.
O álcool isopropílico não é recomendado por nenhuma das empresas que participaram da reportagem. A substância costuma ser usada principalmente para a limpeza do LCD, um dos itens de maior valor do notebook, e pode danificá-lo.
“O custo da tela pode corresponder a 40% do preço total da máquina. Manchas no LCD podem ser evitadas se o usuário não tocá-lo. Isso vale também para canetas ou objetos pontiagudos, às vezes usados para indicar algo”, afirma Rodolfo Nanini, gerente de engenharia da Positivo Informática.
Caso o computador seja novo e apresente manchas de coloração na tela, entre em contato com o fabricante para o reparo. Para Ricardo Shiroma, gerente de produto da Dell, tela de qualidade não pode apresentar colorações erradas.
Outro cuidado que o usuário deve ter é utilizar o notebook sobre superfícies planas e sólidas, evitando que ele afunde, para não obstruir as entradas de ventilação sob o gabinete.
Evite o aquecimento
Há computadores que, mesmo com todos os cuidados, esquentam. A utilização dessas máquinas pode trazer aborrecimentos, como travamento do sistema e desligamento por medidas de segurança, para que o processador não atinja temperaturas elevadas.
O processador, assim como a tela, está entre os componentes mais caros da máquina. Para evitar o aquecimento elevado, a diretora de sistemas pessoais da HP Brasil, Valéria Molina, dá duas dicas. “A máquina deve estar regulada para o modo hibernar quando ficar sem uso por um determinado tempo. Quando não estiver ligada à fonte de energia, o moderador de bateria é necessário.”
Se nenhuma das opções ajudar, existem docking stations (bases) para laptops que vêm com coolers (resfriadores) e têm portas USB adicionais.
Quanto ao uso da bateria, os fabricantes concordam que ciclos completos de carga devem ser realizados para maior durabilidade. Recarregue o aparelho quando o sistema indicar, utilizando-o até o fim.
Não há consenso sobre a utilização do equipamento direto na fonte, sem bateria. Vale a pena ler o manual para conhecer as indicações.
Para conservar a fonte, não torça cabos de conexão ou retire a capa de isolamento. Desconecte utilizando o plugue, não retire da tomada puxando pelo cabo.
Ergonomia
Cuide do laptop e não esqueça da saúde. Horas em frente ao notebook podem ser mais nocivas do que trabalhar com o desktop.
A mobilidade da máquina trocou mesa e cadeiras pela praticidade. Cama, chão, rede, carro, sofá são velhos conhecidos dos usuários que usam qualquer lugar de apoio para corpo e equipamento. O problema está no uso prolongado em posições desconfortáveis e inapropriadas.

notebook.jpg
notebook.jpg (19.26 KiB) Visto 274 vezes


Segundo o ergonomista Carlos Wiering, o uso do notebook fora de mesa e cadeira apropriadas deve ser rápido. Para trabalhos mais demorados, ele indica um suporte que levante a máquina, deixando o terço superior da tela na altura dos olhos, mouse e teclado externos e postura correta.
As mesmas dicas de ergonomia para o trabalho em desktops são válidas. Coluna ereta, cotovelo ao lado do tronco, antebraço formando o ângulo de 90 com o braço e apoio para os pés.
Seguindo corretamente as especificações, há menor risco de ter problemas futuros, como aconteceu com o empresário Mauricio Sita. “Tenho uma hérnia lombar causada pela má postura ao utilizar o notebook. Assim que descobri, comprei um banquinho para levantar a máquina e um mouse e um teclado externos.”






Fonte: http://blogdogerivan.blogspot.com/2008/ ... o-seu.html