•  
     

Coligação européia quer legalizar P2P

wouldnot-steal-20090604111529.png
Parte da campanha a favor do livre compartilhamento de mídias: são três partidos que apóiam a ação
wouldnot-steal-20090604111529.png (200.15 KiB) Visto 61 vezes


A aliança European Greens - European Free Alliance (EG-EFA), uma coligação de dois partidos que possui 42 representantes no Parlamento Europeu, reforça na web a campanha a favor do livre compartilhamento no continente.

O marketing político “I Wouldn´t Steal”, iniciado em janeiro de 2008 pela aliança EG-EFA, foca na premissa de descriminalização do compartilhamento de mídias pela internet. E está se espalhando na rede por jovens simpatizantes ao movimento.

Um usuário que baixa filmes não roubaria bens materiais, defende a empreitada que pretende atingir às grandes massas, por vídeos virais e manifestos online.

Às vésperas das eleições de novos membros parlamentares do próximo fim de semana, os “Verdes” se unem ideologicamente aos suecos do Partido Pirata para mudar as leis européias que incriminam o download de músicas e filmes sem pagar pelos direitos autorais.

O Parlamento, ao todo, tem 785 membros. Para ganhar força em qualquer comissão, os dois grupos precisam de mais cadeiras para exercer uma maior influência nas votações. Nos últimos meses, as derrotas do ‘livre compartilhamento de arquivos’ decorreram uma atrás das outras na maioria dos países do Velho Mundo, como França e Suécia – os mais emblemáticos.

Como tática, os partidos tentam a campanha pelo ambiente mais propício, a internet, para conseguir mais votos.

Por fóruns, sites e redes sociais, os representantes políticos exigem uma reformulação nas leis e na interação mercadológica que envolve empresas do entretenimento, artistas e consumidores.

Assista ao vídeo pertencente da campanha “I Wouldn´t Steal”:



Fonte: http://info.abril.uol.com.br/noticias/i ... 2009-9.shl