•  
     

Cinco municípios concentravam quase 25% da riqueza do país e

Com maior participação, São Paulo respondia por 12% do PIB nacional.
Cinco municípios com menor PIB do país estavam na região Nordeste.

A renda gerada por apenas cinco municípios representava quase 25% de todas as riquezas do país em 2007, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta quarta-feira (16). Esses mesmos municípios concentravam 12,8% da população brasileira no mesmo ano.

Com a maior participação, apenas São Paulo concentrava 12% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional em 2007. As demais participações entre as cinco maiores eram de Rio de Janeiro (5,2%), Brasília (3,8%), Belo Horizonte (1,4%) e Curitiba (1,4%).

Na série divulgada pelo IBGE, que começa em 2003, as primeiras três posições não sofreram alterações desde aquele ano. Em 2003 e 2005, no entanto, Belo Horizonte e Curitiba trocaram de lugar, com a capital paranaense tomando a quarta posição entre os maiores PIBs municipais.

Na outra ponta do ranking, os cinco municípios com menor PIB do país estavam na região Nordeste, quatro deles no Piauí: Olho D'Água do Piauí (Piauí), São Luis do Piauí (Piauí), Areia de Baraúnas (Paraíba), São Miguel da Baixa Grande (Piauí) e Santo Antônio dos Milagres (Piauí). Juntos, esses municípios concentravam aproximadamente 0,001% do total do PIB nacional.

Segundo o IBGE, 10% dos municípios com maior PIB geraram 24 vezes mais renda que os 50% dos municípios com menor PIB.

De 2006 a 2007, os maiores ganhos de posição no ranking das maiores participações no PIB foram obtidos por Alto Horizonte (GO, da 4.444ª posição para a 823ª), Albertina (MG, de 4.489ª para 2.141ª), Cairu (BA, de 3.030ª para 715ª), São José do Povo (MT, de 4.683ª para 2.770ª) e Queiroz (SP, de 3.841ª para 2.286ª).

:D